Jose Carlos Peres se irrita e dispara contra a CBF após eliminação santista: "Conseguiu o que queria"
Foto: (Ivan Storti/Santos FC)

Após o término do jogo que culminou na eliminação do Santos nas oitavas de final da Copa do Brasil, o presidente do clube, Jose Carlos Peres protestou contra a CBF durante entrevista na zona mista do Pacaembu. Segundo o mandatário, o Peixe foi prejudicado por não poder jogar na Vila Belmiro e em não poder contar com Rodrygo, que não foi desconvocado da Seleção Brasileira sub-23.

Na noite desta última quinta (6), Santos e Atlético-MG jogaram no Pacaembu decidindo uma vaga entre as oito melhores equipes da Copa do Brasil. Apesar de sair na frente do placar, com gol de Gustavo Henrique, a equipe paulista viu Yimmi Chará, inspirado, virar o jogo para os visitantes.

A eliminação custou a paciência do presidente, Jose Carlos Peres, que em conversa com a imprensa na zona mista desabafou e encaminhou críticas à CBF.

"Eu queria até fazer um agradecimento à CBF. Ela conseguiu o que ela queria: nós fomos desclassificados, porque nos roubaram o direito de jogar na Vila Belmiro...", afirmou o mandatário.

As críticas com o não atendimento do pedido de mudar a data e o local da partida não foram os únicos argumentos debatidos por Peres. Segundo o presidente, seu time segue sendo prejudicado por não contar com o atacante Rodrygo. Conforme afirma, o Santos tentará desconvocar o atleta para as duas últimas partidas antes da Copa América.

"Não desistimos. O que acontece é que o STJD não nos deu uma liminar, porque deu um prazo largo para a CBF, porque ela tem de explicar porque ela não libera. Ele não nos deu a liminar para escalar o jogador hoje, esperando a resposta da CBF, que teve três dias e não respondeu".

Segundo Peres, Rodrygo, que já está de saída do clube para o Real Madrid, possui "gabarito" para integrar a seleção principal, sendo considerada desnecessária sua participação no time sub-23. A convocação para o Torneio de Toulon impede que a joia se despeça do clube com mais atuações. 

Até o momento, o clube aguarda o ofício do STJD para conseguir a liminar de desconvocação do atacante Rodrygo. A validade da solicitação expira no próximo sábado (8), às 12h (de Brasília).

VAVEL Logo