Após vitória do Santos, Sampaoli critica protestos: "Não se pode jogar com pressão"
(Foto: Divulgação/Santos FC)

M vAs manifestações da torcida do Santos com as três eliminações do time na temporada não agradaram Jorge Sampaoli. Após a vitória de 3 a 1 em cima do Atlético-MG, o treinador mostrou sua insatisfação em entrevista coletiva com os protestos, que se iniciaram antes da partida deste domingo (9).

"Na verdade, eu vim aqui ao futebol brasileiro para tentar mostrar minha forma de jogar. Não se pode jogar com pressão ou trocar a realidade estabelecida. Temos uma equipe extremamente jovem, que rodamos com uma diferente temente. Se as pessoas não têm paciência, que se termine. Não sei como ganhar de qualquer jeito. Só sei ganhar jogando, como foi hoje. No Pacaembu, nós quisemos passar de qualquer jeito, e não se encontrou o triunfo. Ela é a história, história em que lamentavelmente a necessidade e a ansiedade atentam contra o jogo.", disse Sampaoli, relembrando a eliminação da Copa do Brasil no último meio de semana.

Perguntado sobre as chances do Peixe de ganhar o Brasileirão, o argentino foi realista ao dizer que não vê muitas oportunidade para ganhar o título.

"Muito difícil, por tudo o que você comentou. Não é impossível. Cruzeiro e Grêmio não estão em bom momento, mas sabem o que fazer e vão se recuperar. Palmeiras vai ser difícil de alcançar. Lamento dizer que não vejo fácil, aguentar um torneio tão longo e exigente, tem que ter um plantel convencido da ideia.", confessa.

Sobre optar por Everson no gol, Sampaoli contou que o rodízio com Vanderlei foi "quebrado" foi por decisão técnica.

"É uma decisão esportiva. Neste momento, elegi a Everson, nada mais que isso.", finalizou.

VAVEL Logo