Ney Franco lamenta chances perdidas contra Flu: "A gente não teve a capacidade"
(Rafael Bressan/ACF)

Na última partida antes da parada para a Copa América, a Chapecoense garantiu um empate contra o Fluminense em casa nesta quinta-feira (13), na Arena Condá, pela 9ª rodada do Brasileirão. Com o resultado de 1 a 1, a equipe verde terminou na zona de rebaixamento, em 17ª posição, com oito pontos.

O técnico Ney Franco avaliou os pontos negativos da equipe na partida,que levaram ao resultado de hoje e que precisam ser melhorados no retorno do campeonato.

"Criamos oportunidade mas a bola não entrou. Realmente a gente não teve a competência para fazer. Jogamos contra uma equipe muito técnica, difícil de ser marcada, com qualidade enorme, bola trabalhada até o ataque, alguns momentos a gente neutralizou isso, e dentro da proposta de jogo realmente a gente não teve a capacidade. Até na fala nossa dos atletas em treinamento, desenhamos essas questões do contra-ataque, a gente teve contra-ataques hoje. Nossa equipe está com a força ofensiva muito grande na bola parada. Teve algumas situações que poderiam ter saído o gol. Mas não fomos realmente felizes em termos de finalização." 

Com a situação complicada, o comandante citou a sequência de derrotas em jogos e o desejo de voltar firme após a parada.

"Um jogo que nós planejamos, era jogo para três pontos, se repetiu aqui hoje o que tem sido nosso campeonato até o momento. A incompetência para vencermos dentro de casa, tirando o primeiro jogo contra o Internacional. Mas a sequência de tropeços diante do Athletico, Fortaleza, Palmeiras e hoje. Com isso, a gente deixa de somar dois pontos no Brasileiro e agora tem que trabalhar dentro de uma parada para um retorno de campeonato mais forte, sabendo que já temos um jogo dentro de casa diante do Atlético-MG, onde a gente tem que jogar bem, mas a gente tem que vencer os nossos jogos. Vamos ter nove dias de folga para os atletas. Quando retornar, a gente sabe que vai ser três semanas de trabalho forte."

O clube ocupa a primeira posição da zona de rebaixamento. Ney Franco admite a pressão para evitar tropeços como este, principalmente em casa.

"Logicamente que incomoda você ficar olhando para a tabela do campeonato brasileiro, e ver que está na zona de rebaixamento. Mas a gente tem que saber interpretar, sem desespero. Retornamos com jogo dentro de casa, contra o Atlético-MG. É preparar, ter a competência de vencer os jogos dentro de casa. Minha preocupação maior é preparar a equipe para o primeiro jogo do recomeço do campeonato, somar três pontos, nos posicionar na tabela. É recomeçar uma nova história dentro do Campeonato Brasileiro, com a competência maior dentro de casa."

Na volta do Brasileiro Série A, a Chape enfrenta o Atlético-MG no dia 14 de julho, domingo, na Arena Condá

VAVEL Logo