Noruega mostra resiliência, mas esbarra em dificuldades técnicas contra Inglaterra
Foto: Divulgação/FIFA 

A Noruega tentou, mas quem saiu melhor nesta quinta-feira (27) em jogo válido pelas quartas de final, no Stade Océane foi a Inglaterra. Por 3 a 0, as inglesas garantiram vaga nas semis da Copa do Mundo Feminina. 

O primeiro tempo foi dominado pelas Leoas, principalmente após o primeiro gol com apenas dois minutos de jogo. Mesmo com a falta de qualidade em alguns aspectos técnicos, foi bom começo de etapa para a Gresshoppene. A equipe foi para cima para tentar abrir o placar em seu favor, mas esbarraram na forte marcação das inglesas ou ate mesmo na goleira. A jogada de contra-ataque foi uma tática muito utilizada pelas nórdicas para tentar escapar da marcação. 

Porém, a goleira Hjelmseth foi um dos destaques positivos pela Noruega na partida após defender o pênalti marcado para as rivais aos 37 do segundo tempo. Parris, ao bater, mando para o lado direito e a camisa 1 acertou. A ação impediu o placar de virar uma goleada ainda maior. No final da etapa, a seleção norueguesa fez pressão e foram bem, resistiram, mas deixaram escapar grandes oportunidades. 

A equipe que vestiu vermelho levou perigo diversas vezes ao gol das inglesas, teve boas chances, porém, desperdiçadas por erros cometidos pelas jogadoras. O problema na hora de finalização foi o principal. As atletas chegaram muitas vezes e driblaram a defesa, porém, deixavam a desejar no final. Se o erro não persistisse, o resultado, quem sabe, poderia ter sido diferente

A Noruega deu adeus à competição, mas as inglesas disputarão contra a França ou Estados Unidos, em Lyon a vaga na final. 

VAVEL Logo