Nas graças da torcida, Everton Cebolinha revela estar surpreso: "Não imaginaria este momento"
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Não se fala de outra coisa na Seleção Brasileira além do título da Copa América 2019. Junto à conquista da competição continental, Tite agora tem a certeza de ter mais um jogador no setor ofensivo que foi imprescindível no caminho até o troféu: Everton Cebolinha.

Eleito o melhor jogador da decisão, o atacante vive boa fase da carreira. Exaltado por muitos como "salvador da pátria" e ao mesmo tempo questionado sobre a atuação tímida na semifinal contra a Argentina, Everton revelou sua autocrítica para chegar bem diante do Peru.

“Só tenho a agradecer a Deus e à minha família nesse momento. Eu tenho me capacitado o tempo todo. No último jogo, eu fiquei apagado e fiquei muito chateado com minha atuação. Coloquei na minha cabeça que teria me entregar, independente de gol. Tive que suar, dar o sangue para os meus companheiros. Vale parabenizar nossa equipe pela grande partida.”

Com três gols, Cebolinha também foi premiado como artilheiro da Copa América. Nos dois primeiros jogos, contra Bolívia e Venezuela, o atacante do Grêmio começou no banco de reservas. Diante dos bolivianos, entrou aos 81 minutos e marcou o dele quatro minutos depois. Em seguida, perante os venezuelanos, Everton entrou aos 72', mas pouco colaborou.

O grande divisor de águas para o jovem cearense foi justamente na goleada sobre o Peru, quando o atacante começou de titular, fazendo gol e sendo agudo nas jogadas — teve até seu nome gritado pelo público da Arena Corinthians. Contra o Paraguai nas quartas, não conseguiu tirar o zero do placar.

Depois de dois jogos sem repetir o futebol apresentado contra Bolívia e Peru na fase de grupos, Everton Cebolinha tirou o peso na final, com uma atuação que o rendeu o prêmio de melhor em campo. Assim, o atacante se mostrou surpreso com o desfecho de sua participação na Copa América.

“Algo que vai ficar marcado para o resto da minha vida. Desde o começo da competição eu não imaginaria este momento, mas, graças a Deus, eu pude trabalhar sério e corresponder.”

Agora, Tite e boa parte dos torcedores brasileiros podem colocar mais um homem de ataque na lista de prováveis convocados para o ciclo da Copa do Mundo de 2022.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo