Cruzeiro e Atlético-MG medem forças no primeiro duelo da Copa do Brasil
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Cruzeiro e Atlético-MG medem forças no primeiro duelo da Copa do Brasil

Raposa e Galo ficam frente à frente pela quarta vez no ano. Além da rivalidade, vale também a premiação pela classificação, que tem sido objeto de desejo de todos os clubes na competição nacional

guilherme-souza
Guilherme Souza
CruzeiroFábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel e Fred. Técnico: Mano Menezes.
Atlético-MGVictor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Luan e Cazares; Chará e Alerrandro. Técnico: Rodrigo Santana.
INCIDENCIASPartida válida pelas quartas de final da Copa do Brasil, disputada no Mineirão, em Belo Horizonte.

Cruzeiro e Atlético-MG estarão frente à frente nesta noite no Mineirão. Os dois times duelam pelas quartas de final da Copa do Brasil. Será o primeiro tempo do confronto, que será decidido na próxima semana.

RAPOSA COM DOIS DESFALQUES

Pelo lado da Raposa, o time não deve ter mistérios. Sem Edílson e Rodriguinho, que são desfalques certos, o técnico Mano Menezes deve manter Lucas Romero improvisado na lateral-direita e o meio-campo sem surpresas. Além disso, Ariel Cabral deve permanecer como um dos volantes. No ataque, Marquinhos Gabriel deve ser o titular, mesmo com o comandante celeste elogiando bastante o reserva Pedro Rocha.

Provável escalação: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel e Fred. 

GALO BUSCA REPETIR ESCALAÇÃO ANTES DA PARADA

O técnico Rodrigo Santana, que foi efetivado durante a pausa do Campeonato Brasileiro, deve repetir o time titular das últimas partidas. O curioso é que, mesmo com a volta do lateral Guga, que estava com a Seleção Olímpica, Patric deve ser mantido na posição, após boas atuações quando substituto. 

Provável escalação: Victor; Patric, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Luan e Cazares; Chará e Alerrandro. 

ÚLTIMO CLÁSSICO

Quando o assunto é Copa do Brasil, o último confronto na memória é o de 2014. Os dois maiores clubes de Minas Gerais ficaram frente à frente na finalíssima daquele ano. O Atlético venceu as duas partidas e se sagrou campeão do torneio pela primeira vez. No Independência, ganhou por 2 a 0, com gols de Luan e Dátolo. Já no Mineirão, bateu por 1 a 0, gol de Diego Tardelli.

Mas quando o assunto é Copa do Brasil de forma geral, a Raposa tem muito o que comemorar. O estrelado é o maior vencedor do torneio, com seis conquistas, sendo o atual bicampeão da competição, de forma inédita. 

Em 2019, foram três confrontos; sendo dois empates e uma vitória do Cruzeiro, que se sagrou Campeão Estadual sobre o maior rival. 

PREMIAÇÃO 

Além da rivalidade a parte e classificação para as semifinais, o vencedor do confronto colocará no bolso uma premiação de 6,7 milhões. 

ARBITRAGEM

O dono do apito vem de São Paulo. Raphael Claus comanda a arbitragem. Ele será auxiliado por: Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis. O quarto árbitro será Vinicius Goncalves Dias Araújo. No árbitro de vídeo estarão: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (árbitro), com os assistentes - Vinicius Furlan e Herman Brumel Vani. Toda a arbitragem vem de São Paulo. 

INGRESSOS

Mais de 50 mil torcedores estão garantidos no Gigante da Pampulha. Pelo lado do Atlético, a carga é pouco mais de 5.400 bilhetes. Pelo lado da Raposa, a carga é superior a 50.000.

VAVEL Logo