Tiago Nunes lamenta resultado do Athletico e discorda das mudanças de Jorge Jesus
Foto: Divulgação/Site Oficial CAP

Tiago Nunes lamenta resultado do Athletico e discorda das mudanças de Jorge Jesus

Técnico rubro-negro reclamou da demora do VAR e enalteceu os jogadores

matheus-gabriel
Matheus Gabriel

Athletico e Flamengo ficaram no empate na noite desta quarta-feira (10), na Arena da Baixada, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil 2019. Léo Pereira marcou para os paranaenses e Gabriel empatou para os cariocas. O que chamou a atenção foram os três gols impedidos do Furacão, além do uso do VAR algumas vezes. Para o técnico do Athletico, Tiago Nunes, a demora na decisão do árbitro influenciou no gol de empate.

"Quando há essa demora o nível de concentração baixa e acabamos tomando o gol num lance logo em seguida, em uma cobrança de lateral. Uma jogada incomum que nos pegou de surpresa. Nós superamos o  Flamengo em todos os aspectos, mas só nos resta parabenizar os atletas e pensar no jogo da volta", disse.

Quando perguntado sobre o resultado, Tiago disse que sua equipe merecia mais gols.

"Claro que queríamos ganhar. Merecemos. Mas merecimento não tem nenhuma relação com o resultado final da partida. É um 1 a 1 que gera muita expectativa da nossa parte por conta da boa atuação. Só fiquei em dúvida no lance do pênalti no Cirino. Acho que a falta antes não teria sido marcada se fosse um jogo de Libertadores", comentou.

Ele ainda enfatizou que a atenção precisa ser redobrada em lances como o que gerou o empate carioca.

"Temos que estar mais atentos, mas é uma situação que dificilmente acontece. É um tipo de lance muito esporádico, mas claro que vamos chamar a atenção para buscar não cometer o mesmo erro", frisou.

Por fim, o comandante do Furacão foi questionado sobre as novidades trazidas por Jorge Jesus ao futebol brasileiro, mas discordou sobre a suposta originalidade.

"Se disseram que é diferente do que o Athletico faz [as mudanças que Jorge Jesus traz], é sinal que não estão assistindo nossos jogos. Temos todos os componentes que uma equipe europeia tem. É uma síndrome de vira lata. Temos ótimos profissionais, só não temos o sotaque que chama a atenção", finalizou.

A próxima partida do Furacão é contra o Internacional, na volta do Brasileirão, em casa, na Arena da Baixada, no próximo domingo (14), às 16h.

VAVEL Logo