Felipe Conceição ‘valoriza coisas positivas’ e exalta postura defensiva do América-MG
Foto: Mourão Panda / América-MG

Felipe Conceição ‘valoriza coisas positivas’ e exalta postura defensiva do América-MG

Para o treinador, é vital que a equipe pare de sofrer gols para retomar o caminho das vitórias

paulo-rezende
Paulo Rezende

Jogando pela primeira vez em casa sob o comando de Felipe Conceição, o América-MG continuou amargando os maus resultados que derrubaram Maurício Barbieri. O empate sem gols contra o Oeste, em jogo válido pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, aumentou o jejum de vitórias para 4 partidas, mas pelo menos serviu para tirar a equipe da lanterna da competição, o Coelho chegou a 7 pontos e deixou a última colocação com o Guarani.

Mesmo com a difícil situação no campeonato, o treinador Felipe Conceição destacou que para ele, o empate sem gols premia os treinamentos defensivos realizados durante a semana.

“Tivemos uma primeira semana de trabalho e nela focamos na parte defensiva. É o primeiro jogo que a gente não toma gol. A gente tem que começar a valorizar as coisas positivas que estão acontecendo. Não tem salto. É um tijolinho de cada vez, uma coisa que você ganha a cada jogo."

"A sustentação defensiva vai dar para essa equipe as vitórias. Não deu hoje. Pode dar na sexta, pode dar na semana que vem. Se a gente não toma gol, a gente fica mais perto das vitórias. No momento, estamos um ponto acima do Guarani e a quatro do Vila, ou seja, diminuímos um ponto de quem está fora. Foi perfeito? Não. Finalizamos muitas bolas? Sim. No Alvo? Não. Precisa ajustar o último terço? Sim. Mas precisa de tempo. E isso a gente não tem. Tem de ser com os jogos.”

Sacrifício 

Na saída de campo, o atacante Felipe Azevedo, que jogou com uma inflamação na garganta, lamentou a equipe não ter conseguido sair com a vitória e pediu tranquilidade para a equipe atravessar essa má fase.

"O empate a gente não queria, queríamos a vitória, a gente lutou, ficamos em cima do Oeste, mas não conseguimos. Infelizmente, não conseguimos sair com a vitória. É um momento difícil, mas é preciso ter tranquilidade e trabalhar para melhorar. Contra o Vila Nova eu já estava gripado e hoje estou com a garganta infeccionada, mas o importante foi ajudar a equipe neste momento."

O América volta a campo nesta sexta-feira (26) às 19:15h, onde no Independência recebe o 4º colocado da Série B, Atlético-GO em um jogo muito complicado pro Coelho.

VAVEL Logo