Athletico conquista vitória no Mineirão e empurra Cruzeiro para Z-4
Foto: Divulgação / Athletico-PR

Athletico conquista vitória no Mineirão e empurra Cruzeiro para Z-4

Mesmo jogando fora de casa, Furacão dominou os reservas da equipe celeste com tranquilidade

paulo-rezende
Paulo Rezende

Cruzeiro e Athletico fizeram um jogo de uma equipe apenas. Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Furacão não deu a menor chance para os reservas da Raposa, e venceu por 2 a 0, no Mineirão. Com decisões pela Copa Libertadores nesta semana,  as agremiações adotaram estratégias diferentes, enquanto o time estrelado optou por entrar em campo com a sua equipe reserva, o rubro-negro foi a campo com o seu time titular com apenas uma alteração, Bruno Nazário no lugar do poupado Marcelo Cirino que ficou no banco de reservas.

Furacão forte

O jogo começou com o Athletico-PR ditando o ritmo da partida, Rony e Nikão foram os que mais incomodaram o sistema defensivo do Cruzeiro. Com 15 minutos o Furacão já havia finalizado quatro vezes contra apenas uma da Raposa, a chance mais perigosa foi aos 13’ com Nikão. O meia-atacante recebeu livre na intermediária ofensiva, dominou e bateu colocado tentando tirar de Rafael, mas mandou ao lado da trave direita do goleiro.

O Athletico ficou sempre rondando a área cruzeirense, mas sem criar uma chance clara de gol, até que aos 28’ Nikão, sempre ele, recebeu na esquerda, invadiu a grande área e partiu pro mano a mano contra o lateral-direito Weverton, que deu um carrinho desnecessário e atingiu a perna direita do atleticano. Jonathan (ex-Cruzeiro), foi pra bola e com categoria deslocou Rafael, abrindo o marcador no Mineirão.

A Raposa apresentava muitas dificuldades para fazer a transição da defesa para o ataque, o meio-campo era inoperante e a equipe se resumiu nas bolas alçadas na área do time paranaense. Mas a defesa do Furacão, bem segura na partida, afastava todo o perigo e dominando as ações na partida mereceu sair com a vitória na primeira etapa.

Domínio paranaense

O segundo tempo começou como terminou a primeiro, com o Furacão melhor. Aos 7’, o atacante David errou um passe no ataque, Rony puxou o contra-ataque pela esquerda e virou o jogo para Nikão, que limpou Cacá e finalizou com força, Rafael fez excelente defesa. Aos 11’ mais Athletico, Rony recebeu na esquerda, levou para o meio e finalizou, a bola explodiu no travessão do Cruzeiro.

No minuto seguinte, sem dar tempo para o time Celeste respirar, Bruno Guimarães avançou pela esquerda e cruzou na segunda trave. Dodô afastou mal e Nikão pegou o rebote buscando o ângulo e quase fez o segundo. Aos 19’, Bruno Nazário recebeu na área, matou a bola no peito e girou bonito de perna canhota, mas Rafael não deu nem rebote, sem dúvidas o goleiro foi o grande nome da equipe mineira na partida.

Aos 20’ substituições nas equipes, no Cruzeiro, Sassá entrou no lugar de David e Maurício deu lugar para Welinton. Pelo lado paranaense, Marcelo Cirino substituiu Marco Rubén. As substituições em nada alterou o curso da partida e aos 31’, Bruno Guimarães fez 2 a 0. O volante tabelou com Cirino, entrou com facilidade na área e finalizou no canto esquerdo de Rafael que desta vez nada pôde fazer. Após o gol, o Athletico continuou em cima, teve oportunidade de marcar o terceiro, mas não aproveitou. 

Situação na tabela

Com o resultado, o Furacão subiu momentaneamente para o 6º lugar com 19 pontos. Já a Raposa, estaciona nos 10 pontos e com a derrota volta para a zona de rebaixamento ocupando o 17º lugar.

Próximos adversários

No próximo domingo (4), às 19h no Independência, o Cruzeiro faz o grande clássico de Minas Gerais contra o Atlético-MG. Mas antes, a Raposa volta todas às suas atenções para a decisão na Libertadores contra o River Plate. Nesta terça-feira (30), às 19h15, no Mineirão, pelo segundo jogo das oitavas de final da maior competição do continente.

Já o Athletico enfrenta o São Paulo pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada, porém a partida foi adiada. Portanto, o próximo jogo pela competição nacional será contra o Botafogo, apenas no dia 11 de agosto, no Estádio Nilton Santos (Engenhão), às 16h. Antes, o Furacão joga contra o Boca Juniors pelas oitavas de final da Libertadores, nesta quarta-feira (31), às 21h30 na Bombonera, em Buenos Aires.

VAVEL Logo