1-0, Cirino (41'). 2-0, Rony (56'). 3-0, Thonny Anderson (63'). 4-0, Braian Romero (85').
Athletico goleia Shonan Bellmare e levanta taça no Japão
Foto: Divulgação / CAP

Athletico goleia Shonan Bellmare e levanta taça no Japão

Com a conquista, Furacão fatura 900 mil dólares (R$ 3,5 milhões)

matheus-gabriel
Matheus Gabriel

O Furacão foi até o Japão enfrentar o Shonan Bellmare pela final da Copa  J. League/Conmebol, antiga Copa Suruga, e se saiu campeão após vencer por 4 a 0. O resultado foi o maior da história da competição. Os gols foram marcados por Cirino, Rony, Thonny Anderson e Braian Romero. A conquista, além de mais um título internacional, vale uma boa quantia em dinheiro, cerca de R$ 3,5 milhões.

Primeiro tempo

Como era esperado, o Athletico tentou se impor desde o início. A primeira oportunidade foi com Rony, aos 9 minutos, que tabelou com Bruno Guimarães e mandou uma bomba, mas o goleiro Matsubara conseguiu fazer bela defesa. O Bellmare tentou responder em seguida, aos 11, quando Yamada tentou de fora, mas acabou pegando muito forte na bola.

O mesmo aconteceu com Rony, aos 26, quando fez sua jogada característica — cortar para o meio e chutar —, mas acabou pegando mal na bola. Aí veio uma pressão rubro-negra, que parou no goleiro adversário em três oportunidades em menos de 4 minutos. Mas quem marcou primeiro foi a equipe Japonesa, quando Tokac acertou em cheio na bola e acertou o ângulo de Santos, mas o bandeirinha marcou impedimento.

Logo em seguida, o Athletico conseguiu finalmente abrir o placar. Aos 40 minutos Wellington cruzou com maestria, achando a cabeça de Cirino, que não desperdiçou e deixou o Furacão em vantagem para a segunda etapa.

Segundo tempo

A equipe da casa tentou pressionar no início da segunda etapa com três novidades:  Mitsuki, Kobayashi e Sugioka entraram para a saída de Suzuki, Okamoto e Yamada. As alterações até surtiram efeito, já que o Bellmare impôs um certo ritmo no início, mas sem sucesso. Quem marcou mesmo foi o Furacão, logo aos 10 minutos, quando Rony, novamente, tentou sua jogada característica, só que dessa vez com sucesso. Ele recebeu de Nazário, cortou pro meio e mandou uma bomba no ângulo, uma pintura! A partir daí, o Furacão passou a controlar a partida e tentar aumentar o placar. 

Nikão e Thonny Anderson entraram para saída de Nazário e Ruben. E não demorou muito para o camisa 39 marcar. Aos 17 minutos, apenas três após entrar na partida, Thonny Anderson recebeu de Cirino, ajeitou e bateu no canto, deixando o Furacão perto da taça. A confirmação do título veio aos 38 minutos, quando Braian Romero recebeu na frente e bateu na saída do goleiro, dando números finais ao placar: 4 a 0.

Furacão campeão

Jogo equilibrado no primeiro tempo, mas com pleno domínio do Athletico após o intervalo. Com força máxima, a equipe de Tiago Nunes iguala o histórico de campeões da Copa Suruga. Agora, tanto sul-americanos quanto japoneses têm seis títulos. 

O Athletico agora volta para o Brasil de olho no campeonato nacional, onde enfrenta o Botafogo, no domingo (11), fora de casa, às 16h. O Furacão luta por uma vaga no G6. 

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo