Expulsões e auxílio do VAR: em jogo tenso, Palmeiras e Bahia empatam no Allianz
Foto: Divulgação / Palmeiras

Expulsões e auxílio do VAR: em jogo tenso, Palmeiras e Bahia empatam no Allianz

A partida contou com uma expulsão para cada lado e apenas um artilheiro em ambas as equipes: Dudu e Gilberto marcaram os dois gols para Verdão e Tricolor, respectivamente

lucas_s
Lucas Santana

Uma expulsão para cada lado, duas interferências do VAR e com a bola rolando, muita intensidade. Esses foram alguns dos ingredientes que marcaram o empate por 2 a 2 entre Palmeiras e Bahia, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi disputada no Allianz Parque, em São Paulo.

Equilíbrio na primeira etapa

Mesmo com os desfalques de Artur e Juninho, por estarem emprestados junto ao Palmeiras, o Bahia não se intimidou e fez um jogo equilibrado ante a equipe da casa, tendo Roger armado a sua equipe, como de costume, para aproveitar os contra-ataques. No entanto, a primeira chance foi do Verdão, com o estreante Luiz Adriano. Aos 10, o centroavante palmeirense aproveita boa jogada entre Dudu e Gustavo Scarpa e cruza de três dedos para a área, mas o estreante da tarde cabeceia para fora. 

Apesar da boa marcação exercida pelo Tricolor, veio o castigo aos 12 minutos de jogo. No meio-campo, Dudu rouba bola de Moisés e abre para Scarpa. O meia alviverde cruza e o próprio Moisés desvia para o próprio gol. Douglas consegue defender, no entanto, Dudu aproveita o rebote e, de cabeça, abre o placar no Allianz Parque.

Foto: Divulgação / Palmeiras
Foto: Divulgação / Palmeiras

A chance de empate do Esquadrão veio aos 25. Élber rouba bola de Bruno Henrique, avança e toca para Gilberto, que mesmo conseguindo driblar Weverton, não conseguiu marcar. O centroavante ficou sem ângulo e Luan desviou para a linha de fundo.

O Palmeiras chegou com perigo outra vez aos 32 minutos. No contra-ataque. Marcos Rocha avança pela direita e toca para Luiz Adriano, que bate de chapa, mas Douglas faz ótima defesa.

A primeira expulsão do jogo veio aos 48. Após disputar bola pelo alto com Lucca, Felipe Melo atingiu o atacante do Tricolor com o cotovelo e recebeu o cartão vermelho direto

Segunda etapa com muito auxílio do VAR

Para aproveitar a superioridade numérica, Roger Machado substituiu Giovanni por Arthur Caíke e, logo aos dois minutos, aproveita um cruzamento de cabeça e desvia para o gol. A bola desvia na mão de Diogo Barbosa. Com o auxílio do árbitro de vídeo, o juiz assinala pênalti. Gilberto, que havia marcado três gols na rodada anterior, aproveita e empata o jogo. 

O empate do alviverde não demorou muito. Aos 12, Marcos Rocha cobra lateral na área do Bahia e, com um buraco na marcação, Dudu aparece livre e coloca o Verdão na frente mais uma vez. 

Aos 35, mais um auxílio do árbitro de vídeo para um possível lance de pênalti a favor do Bahia, do zagueiro Luan em cima de Arthur Caíke. Após a confirmação da penalidade, Gilberto vai para a marca da cal e converte mais uma vez.

Gilberto fez o 22º gol no ano pelo Bahia (Foto: Divulgação / EC Bahia)
Gilberto fez o 22º gol no ano pelo Bahia (Foto: Divulgação / EC Bahia)

A partir daí, a partida ficou muito truncada, com muitas faltas para ambos os lados e pressão para o árbitro. Aos 41 minutos, Gregore recebe o segundo amarelo após falta em Dudu e é expulso de campo. Depois disso, o Palmeiras ameaçou uma pressão no final do jogo, mas o empate foi mantido.

VAVEL Logo