Barroca explica 'porrada todo dia' com jogadores e projeta duelo contra o Corinthians em Itaquera
Foto: Divulgação / Botafogo

Barroca explica 'porrada todo dia' com jogadores e projeta duelo contra o Corinthians em Itaquera

Em coletiva, treinador botafoguense revela conversa duradoura com Diego Souza e relacionamento com atletas

gabriel-de-oliveira
Gabriel de Oliveira Costa

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (16), Eduardo Barroca falou com a imprensa e comentou sobre o bate-papo de 20 minutos com Diego Souza após o treino na quarta-feira, e seu relacionamento com os atletas do Glorioso.

"Porrada estanca todo dia, mas não só com ele, com outros também. Um cara vencedor, carreira esportiva dele mostra isso.Tenho bastante esse tipo de conversa em pré-treino, concentrações. Os mais jovens foram educados assim por mim. Minha relação com meus jogadores é sempre assim, sem barreiras. Uma das minhas principais missões é fazer com que o jogador se sinta bem na sua posição, fazer aquilo que ele acredita. Aconteceu isso no campo, mas acontece muitas vezes e é algo que me agrada, porque mostra que o jogador está envolvido no trabalho".

Em defesa de Diego Souza, o treinador destacou a importância do jogador no elenco do Glorioso e julgou como benéfica essa conversa entre atleta e comandante.

“O peso que ele tem, um cara que está acostumado a vencer, que gosta de discutir certos pontos. Adoro isso, quando o jogador se sente seguro para vir até mim e debater”.

Há 4 meses como treinador efetivo do Botafogo, Barroca relembrou seus tempos no Corinthians, adversário deste fim de semana.

"Sou muito grato ao Corinthians pela forma como fui tratado, trabalhei lá duas vezes, tenho muito respeito e sempre fui muito respeitado. Essa última passagem foi muito importante para a minha vida profissional. Tenho um carinho muito grande pelo Carille. O Corinthians é uma equipe muito bem organizada, muito clara a ideia que ele tem da equipe. No Corinthians é muito bem enraizada essa cultura coletiva. Não podemos ir lá pensando em empatar, temos que ir pensando em vencer".

Na base do Timão, Barroca trabalhou com a equipe sub-20 em 50 oportunidades. Antes de ir para o Botafogo, inicialmente trabalhar na base, e lapidar frutos que hoje integram o elenco profissional, como MarcinhoGustavo Bochecha.

Por fim, o técnico projetou a possibilidade de conquistar a terceira vitória seguida no campeonato, o que deixaria o time em ótima posição para brigar entre os primeiros colocados. De acordo com ele, o grupo tem capacidade de ganhar mesmo com os desfalques.

"Acho que dá uma confiança muito grande, mas já falei antes que trabalhamos nesse segundo ciclo com uma meta clara de pelo menos igualar a pontuação do primeiro ciclo. Temos cinco jogos e precisamos de mais oito pontos. Uma meta audaciosa, temos que trabalhar na nossa plenitude. Temos dificuldades nesse jogo com o Corinthians, o time um pouco descaracterizado. Carli, Alex Santana, Alan Santos, Jean. Mas tenho confiança muito grande em todos do grupo. Tenho confiança que podemos fazer grande jogo. Gostaria que ele pressionasse durante os 90 minutos, que faça gols todos os jogos, quero plenitude dele. E a gente vai discutindo esses pontos, são mutias coisas que conversamos para chegar no melhor para o Botafogo".

O Botafogo enfrenta o Corinthians pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro neste sábado, às 17h (de Brasília), em Itaquera. Na sétima posição, o Alvinegro carioca possui 22 pontos e 7 vitórias em 14 jogos.

VAVEL Logo