Sampaoli pede melhora nas atuações do Santos: "Temos que
reencontrar nossa forma de jogo"
Foto: Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

Sampaoli pede melhora nas atuações do Santos: "Temos que reencontrar nossa forma de jogo"

O Peixe já soma duas derrotas seguidas no Brasileirão

vv_cunha
Victor Cunha

No último domingo (18), o Santos foi derrotado por 2 a 0 pelo Cruzeiro, no Mineirão, com gols de Fred e Thiago Neves. Com esse resultado, o Santos ainda se mantém na liderança do Brasileirão, mas assiste seus adversários encostarem na tabela.

O Flamengo e o Palmeiras agora têm 30 pontos e ocupam a segunda e a terceira posição, respectivamente, apenas dois pontos atrás do Santos. Após o jogo, o técnico Sampaoli concedeu uma entrevista coletiva comentando sobre a situação de um jogador à menos e sobre como foi jogar contra o time de Rogério Ceni.

Sampaoli abriu a coletiva fazendo uma análise geral sobre a partida, elogiando Rogério Ceni e falando sobre o cartão vermelho com quatro minutos para Gustavo Henrique: “Ele surpreendeu na partida com as mudanças que fez, tivemos que fazer mudanças e foi um incômodo jogar com um homem à menos. Para mim o vermelho logo no começo mudou muito o jogo”.

Não posso adivinhar isso (como seria atuar com 11 jogadores). Posso comentar o que aconteceu. Eles tiveram uma emoção extra com o novo treinador. São um time forte que se preparou para a Libertadores e não estavam atuando bem. Essa emoção e a uma circunstância de jogo que favoreceu o Cruzeiro. Estavam fortes emocionalmente. Nossos jogadores fizeram o que puderam para poder jogar contra um time experiente com um jogador à mais”, completou o técnico do alvinegro.

Sampaoli falou sobre a atuação de seu time e comentou que tem de recuperar a forma ofensiva do time jogar, não importa onde: “Temos que reencontrar nossa forma de jogo que nos trouxe a esse lugar. Jogar para frente dentro e fora de casa. Temos que ter força para reagir em jogos assim”.

Na partida de hoje, o técnico levou seu 4º cartão amarelo na competição, mais uma vez por reclamação. Sampaoli disse ser culpa sua essa situação recorrente: “É minha responsabilidade, eu reclamei e o juiz decidiu dar o cartão, mas não tenho nada para reclamar sobre a arbitragem”.

Rogério Ceni mais uma vez foi assunto na coletiva. Dessa vez Sampaoli elogiou o técnico e lembrou de como foi trabalhar com ele, quando Rogério esteve no Sevilla comandado por Sampaoli: “Ele foi ver alguns treinamentos no Sevilla quando estava se preparando. Ele tem muita vontade e entusiasmo de ser treinador e de fazer coisas importantes pro país. É uma pessoa que vai ter uma bela carreira pela frente”.

Por fim, Sampaoli falou sobre Pará. O lateral direito fez sua estreia pelo Santos, entrando para compor a defesa que tinha um jogador à menos. Mas o lateral foi substituído para uma tentativa de Sampaoli de mudar a situação de inferioridade numérica: “Quando tiramos o Pará era para gerar uma diferença que pudesse fazer a superioridade numérica não influenciar tanto. A escolha foi por ele, lamentavelmente, que tinha acabado de entrar na partida, para poder mudar a forma de jogar do time”.

O Santos, líder da competição, volta aos gramados no próximo domingo (25), às 16h, quando recebe o Fortaleza na Vila Belmiro, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Lembrando que, para essa partida, os ingressos já estão esgotados.

VAVEL Logo