Futebol raiz: hexacampeão estadual, Auto Esporte luta para voltar à elite paraibana
Foto: Divulgação/Auto Esporte Clube

Um dos clubes mais tradicionais do futebol da Paraíba, o Auto Esporte não vive seus dias de glórias. Neste ano, o Clube do Povo tenta o retorno à elite do Campeonato Paraibano, após ser rebaixado para a segunda divisão na última temporada.

O Macaco Autino tem uma história rica no âmbito estadual. A equipe alvirrubra possui seis títulos (1939, 1956, 1958, 1987, 1990 e 1992), sendo o quinto maior campeão paraibano, atrás de Botafogo-PB, Campinense, Treze e Cabo Branco, e oito vices (1948, 1949, 1953, 1954, 1955, 1957, 1959 e 1993).

Esse protagonismo resultou numa torcida apaixonada e, principalmente, fiel ao Clube do Povo. Sempre presentes, os adeptos alvirrubros seguem na esperança de ver o Auto Esporte conquistando novos títulos. Independentemente de onde seja a partida, os torcedores fazem o possível para acompanhar a equipe nas arquibancadas.

Foto: Rafael Alves/VAVEL Brasil
Foto: Rafael Alves/VAVEL Brasil

"Os torcedores são o nosso principal motor. É por eles que a gente joga, trabalha e se doa a cada dia. Sentir esse apoio numa segunda divisão, que não é lugar do Auto Esporte, é gratificante. Eles gritam, apoio e, às vezes, xingam. É normal haver uma cobrança também", disse o diretor de futebol clube, Joacil Júnior.

Últimos protagonismos

Não faz muito tempo que o Auto Esporte deixou de ter evidência no futebol paraibano. Em 2014, a equipe alvirrubra obteve a classificação para as semifinais com antecedência, por ter feito a segunda melhor campanha da primeira fase. No mata-mata, o adversário foi o Campinense. Depois de uma derrota por 2 a 0 no jogo de ida, o Clube do Povo venceu o confronto decisivo por 2 a 1, mas o resultado não evitou a eliminação na competição.

Foto: Divulgação/Auto Esporte
Foto: Divulgação/Auto Esporte

No ano seguinte, o Macaco Autino ficou com a quarta melhor campanha da primeira fase, classificando-se para o quadrangular final junto com Botafogo-PB, Campinense e Treze. Entretanto, após uma série de baixas na equipe, o rendimento caiu, fazendo com que o time não tivesse nenhuma vitória na luta pelo título. Com três empates e três derrotas, o Clube do Povo terminou na 4ª posição.

A queda

Depois de escapar em 2017, o Auto Esporte não conseguiu evitar o rebaixamento na última temporada. Com a pior campanha da primeira fase, o clube se juntou a Desportiva Guarabira, Nacional-PB e Atlético-PB para a disputa do quadrangular da morte. Num retrospecto de duas vitórias, dois empates e duas derrotas, o Macaco Autinho caiu para a Segundona.

O desafio

O Auto Esporte está no Grupo A da Série B do Campeonato Paraibano, que é composto por times do Litoral e Brejo. Como a chave tem 7 equipes, cada um fica sem jogar durante uma rodada. O Macaco Autino teve sua folga no último final de semana. Até aqui, o alvirrubro tem uma derrota e uma vitória na competição.

Sobre a possibilidade do acesso e o início irregular na Segundona, Joacil Júnior, que conversou com exclusividade com a VAVEL Brasil, revelou que a diretoria encara a competição com diversas dificuldades, mas garantiu que o clube está pronto para brigar pelo retorno à primeira divisão.

"A gente encara como um desafio de grande proporção, levar esse clube para a primeira divisão, que é o lugar dele. Desde o início do trabalho, a gente se sente na obrigação de colocar o Auto Esporte de volta na primeira divisão, mesmo sabendo das dificuldades financeiras. O Auto Esporte precisa voltar para o lugar dele. Aos poucos, com os pés no chão e muito trabalho, nós vamos reerguer esse time".

O próximo desafio do Auto Esporte será nesta quarta-feira (4), às 20h15, no estádio Almeidão, em João Pessoa, contra o Internacional-PB. Neste momento, o Macaco Autino ocupa a 5ª colocação do Grupo A, com 3 pontos, e vai em busca da reabilitação diante de uma equipe que vem bem na competição.

"Temos um grande desafio diante do Internacional, que está em Mamanguape e formou uma boa equipe, com jogadores conhecidos. Sem dúvidas, será um grande jogo. A gente entra com a perspectiva da vitória, e não podemos pensar diferente".

A partida também marcará a estreia do técnico Tazinho no comando da equipe. Ele chega para ocupar a vaga deixada por Alexandre Lima, que entregou o cargo após a vitória sobre o Miramar, na semana passada.

MEDIA: 5VOTES: 3
VAVEL Logo