Em confronto direto contra o Z-4, Vitória vence Vila Nova em Goiânia
No confronto de felinos, deu Leão na casa do Tigre: 2 a 0 para os Rubro-Negros (Foto: Divulgação / Vila Nova FC)

O Leão rugiu mais alto e mandou na casa do Tigre. Na noite desta terça-feira (3), O Vitória visitou o Vila Nova, em Goiânia, e venceu por 2 a 0 pela 21ª rodada da Série B do Brasileiro. O confronto aconteceu no Estádio Olímpico de Goiânia.

A partida começou como já era prevista. Mandante, o Vila manteve a posse de bola inicial, conseguia trocar passes e efetuar jogadas pela lateral, principalmente pela direita, com Jeferson, que aproveitava o buraco deixado por Capa. No entanto, apesar do volume de jogo, o Tigre não conseguia ser efetivo e pouco exigiu do goleiro Ronaldo.

Com o volume Colorado, restou ao Vitória se fechar na defesa e esperar o erro da equipe da casa para aproveitar os contra-ataques. Porém, assim como o Tigre, o Leão não conseguiu ser efetivo na sua proposta. Quando conseguia roubar a bola do adversário, errava muitos passes e não conseguia penetrar na defesa Alvirrubra.

Parecia que a primeira etapa estava se encaminhando para um jogo de poucas emoções, mas tudo mudou aos 27 após um escanteio para o Vitória. Gedoz cobrou o esquinado, a defesa do Vila desviou para fora da área e a bola sobrou para Wesley, que finalizou rasteiro. A bola desvia no defensor do Tigre e engana Rafael Santos. 1 a 0 para o Leão.

Depois de estar à frente do placar, o Leão passou a ter tranquilidade quando tinha a bola e deixava o Vila comandar as ações. O Tigre, porém, com a necessidade de buscar o gol, deixava o nervosismo tomar conta e acabava devolvendo rapidamente a bola para o Rubro-Negro. E foi assim que Rodrigo Andrade, aos 37, quase aumenta o placar para os visitantes, quando tentou cruzar para Anselmo Ramon, mas a bola acabou pegando um efeito e indo direto para o gol. Rafael Santos defendeu e mandou para fora.

A tranquilidade da equipe baiana por estar à frente do placar resultou no segundo gol. Lucas Cândido lança Wesley, que faz bela jogada individual e passa pelo marcador, tabela com Anselmo Ramon que o devolve de calcanhar para marcar um golaço para os visitantes. Após o gol, nenhum lance de perigo aconteceu na primeira parte, que acabou ao som das vaias da torcida Colorada.

Desesperado para marcar gols, o Vila voltou para o segundo tempo com três atacantes em campo. O volante Ramon saiu para dar lugar ao atacante Carlinhos e Mailson substituiu Benítez no ataque. Com isso, a tônica da etapa final foi uma só: Tigre na ofensiva, tentando atacar e o Leão fechado, defendendo a sua toca. 

E a primeira chance do Vila veio logo no primeiro minuto. Alan Mineiro tenta finalizar, mas a defesa bloqueia o chute do meia. Na sobra, Mailson chuta cruzado e a bola passa por Carlinhos, que não consegue a finalização.

Outra ameaça do Tigre aos nove. Alan Mineiro toca para Jeferson, que avança e cruza rasteiro para a chegada de Carlinhos, que tenta empurrar para o gol, mas não alcança a bola. 

Mais uma oportunidade para os Colorados, dessa vez na bola parada. Alan Mineiro cobra falta para área e a bola acaba passando por todo mundo e batendo na trave.

Depois disso, o único lance mais perigoso foi no último minuto. Capixaba, que entrou no lugar do zagueiro Wesley Matos, cruzou para Carlinhos, que acertou a trave. Não havia tempo para mais nada: no confronto de felinos, o Leão levou a melhor e venceu a batalha com o Tigre. 

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo