Muriel afirma que Fluminense precisa pensar em um jogo de cada vez para se reerguer
Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Muriel afirma que Fluminense precisa pensar em um jogo de cada vez para se reerguer

Arqueiro ressaltou que, apesar dos resultados ruins, a equipe tem feito boas atuações

jessicaalbuquerque
Jéssica Albuquerque

O goleiro Muriel concedeu entrevista nesta quarta-feira (04), no CT Pedro Antônio. O arqueiro falou sobre a atual situação do Tricolor, na zona de rebaixamento. Segundo ele, o segredo para o Fluminense escapar da má fase é pensar em cada jogo por vez.

"Temos que controlar a ansiedade. Não podemos deixar que o momento de dificuldade faça deixarmos de acreditar. Seja qual for o momento no campeonato, é o jogo a jogo que vai fazer a diferença. Se pensarmos nos próximos 10 jogos, vamos perder o foco. Temos feito bons jogos, mas um detalhe ou outro não está pesando a nosso favor. Estamos dando o nosso máximo e temos que dar ainda mais. Cada um tem que dar mais força. Precisamos estar mentalmente fortes para esse próximo jogo.".

Os próximos quatro jogos da equipe serão fora do Rio de Janeiro. O primeiro adversário é o Fortaleza. Muriel ressaltou que com trabalho a situação irá melhorar.

"Não podemos nos apegar a essas coisas externas. Temos que focar no que está ao nosso alcance. Está difícil, mas é fruto do que fizemos até aqui. Estamos trabalhando, mas ainda não é suficiente. Vamos focar no próximo jogo, contra o Fortaleza. Vai ser muito difícil. Temos que ter frieza, conversar e, principalmente, trabalhar. Com um bom resultado, as coisas vão melhorar."

E o Oswaldo?

Sobre a relação do elenco com treinador, Oswaldo de Oliveira, o goleiro afirmou que estão unidos e reforçou que só o trabalho irá mudar o cenário atual.

"Posso falar 100% por mim e pelos meus companheiros que estamos com o Oswaldo. Ele tem o nosso apoio. Se a gente tivesse ganho o último jogo, não teria esse tipo de matéria. É fruto dos resultados. O quanto antes ganhar, vamos reverter isso. Só vai acontecer com bons resultados. Para isso, temos que continuar trabalhando."

Muriel falou sobre as dificuldades da partida contra o Fortaleza e citou alguns jogadores que precisam de mais atenção. Além disso, reforçou que a equipe deve focar em um jogo de cada vez.

"Temos que focar no jogo contra o Fortaleza e esquecer os outros jogos. O Brasileiro é um dos campeonatos mais nivelados do mundo. Precisamos entrar com força máxima. O Fortaleza vem de dois bons resultados, está em alta. Conheço alguns jogadores, como Wellington Paulista e Juninho. Vamos entrar atentos nos detalhes do início ao fim do jogo."

O arqueiro evitou comparar o atual treinador com o anterior, Fernando Diniz. Segundo ele, os jogadores estão correndo para absorver tudo para colocar em prática. Já sobre a declaração do comandante definindo o ambiente como "nefasto", Muriel explicou o que significou para o elenco.

"Acho que ele está se referindo ao que vem de fora para dentro. Logo depois do jogo ele falou que a gente precisa estar cada vez mais forte. A responsabilidade é nossa e precisamos estar juntos. Contra o Avaí, fomos melhores e merecíamos a vitória. Temos que ter convicção no trabalho e no nosso potencial. Se as coisas não estão acontecendo, temos que seguir e não podemos perder a confiança. Somos nós que vamos reverter."

O meia Paulo Henrique Ganso foi substituído na derrota para o Avaí e deixou o campo sob vaias. Muriel afirmou que o camisa 10 do Tricolor tem o apoio do elenco e o elogiou.

"Fico triste pelo jogador, sabemos como ele se esforça. O torcedor cobra de quem ele vê que tem potencial. E o Ganso é um craque, todos sabem. Vemos ele se esforçando no dia a dia. O torcedor é passional, quer incentivar, fazer a diferença, mas acaba ficando frustrado. No próximo jogo temos a oportunidade de reverter isso. O Ganso tem o nosso apoio, estamos juntos nisso."

Relembrando arrancada

Há dez anos o Tricolor teve uma arrancada que o livrou do rebaixamento na competição. Muriel lembrou que após o ano ruim, o Fluminense conquistou dois títulos brasileiros, em 2010 e 2012. E sobre a equipe ter 80% de chances de queda, o goleiro afirmou que quando a vitória vier, os números irão diminuir.

"Esses números são baseados no que a gente fez até aqui. Temos a oportunidade de mudar a nossa história, é uma folha em branco. Nenhum cálculo vai mudar o que podemos fazer em campo. Temos continuar o que fazemos bem e melhorar o que tem que ser corrigido. Quando emplacarmos uma sequência de vitórias, esses números mudam. Vamos jogo a jogo. O próximo é uma decisão."

Muriel afirmou que em uma equipe grande como o Fluminense a cobrança dos torcedores vai sempre existir. E ressaltou que torcida e os jogadores estão juntos pelo bem do Fluminense.

"A gente está em uma grande equipe e vamos ter cobrança por resultados. O Fluminense merece vencer, não merece estar nessa situação. A torcida está com a gente, tem apoiado no estádio. Só que os resultados não estão vindo. Não participei da conversa, mas foi positiva. Temos que estar todos juntos. O foco de todos é o bem do Fluminense. Estamos todos juntos para tentar reverter essa situação."

O duelo contra o Fortaleza será no próximo sábado (07), no Castelão, às 17h. A partida é válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é o 18º colocado com 12 pontos conquistados.

VAVEL Logo