Baixo público e protestos roubam a cena na última vitória do Botafogo
Foto: Reprodução/Botafogo

Baixo público e protestos roubam a cena na última vitória do Botafogo

Apesar da promoção de ingressos com preço único para todos setores, apenas 12.098 torcedores compareceram ao Niltão

gabriel-de-oliveira
Gabriel de Oliveira Costa

Décimo colocado no Brasileirão, o Botafogo que atravessa uma grave crise financeira optou por baixar o preço dos ingressos e apostar em casa cheia para superar o Atlético-MG, no confronto válido pela 18ª rodada, que ocorreu no último domingo (8).

Anunciado durante a semana passada, todos setores do estádio Nilton Santos teriam o mesmo valor de entrada: R$30 (inteira) ou R$15 (meia entrada). Apesar da promoção, apenas 12.098 torcedores acompanharam o duelo vencido pelo glorioso por 2 a 1.

O prejuízo somado pela escassez de público é de R$147.038,00, visto que, a arrecadação da partida gerou R$213.474,00, mas as taxas de federação e custos adicionais acumularam R$360.512,30.

Protesto

Com dois meses de salários atrasados, a torcida do Botafogo tem se mobilizado em oposição ao presidente Nelson Mufarrej e sua diretoria.  Durante o jogo, foi comum ouvir cânticos como "oh, oh, oh... paga o salário".

Além de correntes vocais, os torcedores presentes levaram cartazes e adesivos com pedidos de renúncia do atual presidente. De acordo com o Lance, o material foi produzido pelos sócios-torcedores.

Sequência

O alvinegro vai para o último confronto do primeiro turno duelar contra o Ceará, em Fortaleza. O jogo ocorrerá no sábado (14), no estádio Castelão.

VAVEL Logo