Na zona vermelha, Cruzeiro registra seu pior primeiro turno na história dos pontos corridos
Foto: Igor Sales/Cruzeiro

Na zona vermelha, Cruzeiro registra seu pior primeiro turno na história dos pontos corridos

Após 19 rodadas, melhor posição da Raposa foi o sétimo lugar, no início do Campeonato Brasileiro

izabellefranca
Izabelle França

Fim do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O repertório do Cruzeiro é algo para esquecer. Após o tropeço diante do Palmeiras, e da vitória do Fluminense, a equipe cinco estrelas se encontra na zona de rebaixamento, com 18 pontos - o mesmo número que o tricolor carioca, que leva vantagem nos triunfos. 

Foto: Reprodução/CBF

A Raposa vive o seu pior momento na história de pontos corridos. Como mandante, ganhou quatro, sendo derrotado em três ocasiões e empatando duas. Porém, a situação fica pior longe de sua torcida. Sem conquistar nenhuma vitória, perdeu seis e ficou com a igualdade quatro vezes.

No ano de 2003, o formato da competição nacional mudou para pontos corridos.  A atual temporada é a pior do time celeste, que supera de 2016, onde também situava na zona vermelha, contudo possuía 19 pontos. 

Tabela

Desde o início do Brasileiro, a Raposa só ficou uma vez entre os 10 primeiros - ocupou a sétima posição, na terceira rodada. Já na segunda página, o Cruzeiro passou mais tempo no 16º lugar. Ao todo, foram sete vezes contra três da 17ª.

Foto: Reprodução/CBF

Confiança para sair dessa

Com 316 jogos com a camisa estrelada, o volante e capitão, Henrique sabe das dificuldades. Para ele, é necessário seguir firme para sair da situação.

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro    

“Às vezes você está sofrendo em momentos difíceis, e é nesses momentos que temos que ter forças para tirarmos o clube dessa situação. Vamos olhar também as coisas positivas e trabalharmos bastante para reverter isso”.

Contra o Palmeiras, Rogério Ceni optou por colocar Rafael Santos, Ederson e Pedro Rocha, na vaga de Dodô, Robinho e Thiago Neves. O técnico viu com bons olhos as mudanças, e que essa pode ser a solução.

“Acho que independente das mudanças, nossa postura dentro de campo foi muito melhor. Conseguimos jogar de igual para igual com o Palmeiras, em que tivemos também a primeira oportunidade da partida. Não houve nenhum chute a gol perigoso da equipe adversária no primeiro tempo. A postura do time  já foi importante, com nossa equipe competindo. É o que nos dá a a esperança de sairmos desta situação”.

Na próxima rodada, o Cruzeiro encara o líder Flamengo, no sábado (21), no Mineirão. Ceni destacou a presença da torcida. Salientou a força do adversário, mas não é impossível conseguir os três pontos.

+ Cruzeiro estabelece valor de ingresso em R$10 para setores inferiores do Mineirão

“Nós temos mais um adversário difícil pela frente. No nosso momento mais difícil, coincidentemente enfrentamos o segundo colocado e no próximo fim de semana vamos encarar o primeiro. Precisamos do torcedor no estádio. Não será um jogo fácil, mas não é impossível de se vencer".

VAVEL Logo
CHAT