Em lutas diferentes, Criciúma e Atlético-GO se enfrentam pela Série B
Foto: Divulgação/Site Oficial Atlético-GO

Em lutas diferentes, Criciúma e Atlético-GO se enfrentam pela Série B

Equipe catarinense luta contra o rebaixamento, enquanto Dragão persegue líder Bragantino

matheus-gabriel
Matheus Gabriel

O Criciúma recebe a equipe do Atlético-GO na noite desta sexta-feira (20), às 19h, em jogo válido pela 23ª rodada da Série B do Brasileirão. As duas equipes estão em situações bem diferentes na tabela. Enquanto o Tigre está na 18ª colocação com 23 pontos e luta contra o rebaixamento, o Dragão tenta não deixar o Bragantino abrir vantagem, já que está na segunda colocação, com 38 pontos, quatro a menos que a equipe paulista.

Tigre terá cinco mudanças

O técnico do Criciúma, Waguinho Dias, confirmou mais duas mudanças para a partida de logo mais, além dos três desfalques já certos.  Luiz, Wesley e Reinaldo são os que estão suspensos, dando lugar a Bruno Grassi, Eduardo e Caíque, enquanto Maicon e Daniel Costa dão lugar a Carlos Eduardo e Foguinho, por opção do técnico.

Grassi demonstrou confiança e acredita em uma vitória diante do Dragão para que a equipe respire na tabela.

"Eu já passei por momentos, não digo de rebaixamento, mas bem difíceis no Grêmio. O que foi determinante para a gente sair da situação foi a união do grupo. E é o que todos os jogadores, junto com a comissão e o staff, estão fazendo. Vamos colher, é uma questão de tempo", disse.

O goleiro esteve perto de deixar o Criciúma e abraçar o projeto do CRB, mas recusou a proposta.

"Sou bem convicto das minhas escolhas, tanto quando eu vim para cá como quando eu resolvi ficar aqui. Eu gosto daqui, é um clube muito bom. É um clube que honra com o nome Criciúma, esse foi o motivo da minha escolha. Como falei, respeito muito a história e a posição do Luiz, mas como todos, cada um quer fazer a sua história. Fiquei e quero acrescentar o máximo o que eu puder para o Criciúma estar melhor", comentou.

O Tigre deve jogar com: Bruno Grassi, Eduardo, Sandro, Derlan e Marlon; Liel, Eduardo, Foguinho e Caíque; Vinicius e Léo Gamalho.

Wagner Lopes repetirá escalação do Dragão pela terceira partida seguida 

A sequência de seis partidas sem derrota parece ter proporcionado uma escalação ideal ao técnico do Atlético-GO, que manterá o 11 inicial novamente: Kozlinski; Jonathan, Oliveira, Gilvan e Nicolas; André Castro, Moacir e Jorginho; Reginaldo, Pedro Raul e Mike.

Para ele, a união do elenco é o mais importante. "União. Eu acho que nosso grupo é muito unido. Todo mundo se respeita, é do bem e tem bom caráter. Todo mundo é trabalhador e está buscando, dentro da sua condição, dentro do seu potencial, fazer o seu protagonismo que acha que merece", disse.

O comandante rubro-negro também tentou deixar de lado o favoritismo, já que enfrenta uma equipe da zona de rebaixamento.

"Eu sempre venho pregando que humildade, sinceridade e muito trabalho não vão atrapalhar em nenhum momento. A Série B é um campeonato de muita regularidade. Os jogos são dificílimos. Não tem jogo fácil. Os adversários dentro de casa vão querer ganhar, então vamos ter que ir com muita determinação para sair de lá com pontos", enfatizou

VAVEL Logo
CHAT