Luccas Claro traça objetivo no Fluminense: “Livrar o clube do
rebaixamento”
FOTO DE LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE FC

O Fluminense apresentou nesta quinta-feira (19) o zagueiro Luccas Claro, no CT do clube. O jogador falou sobre o primeiro contato com o técnico Oswaldo de Oliveira e afirmou que o objetivo principal é livrar o Tricolor do rebaixamento.

O Oswaldo nos recebeu maravilhosamente. Ainda não conversamos sobre metas. Primeiro, quero me preparar. Estou fazendo trabalhos um pouco com o grupo e também focando na parte física. Quero ajudar o clube. O objetivo é muito claro: nos livrar do rebaixamento e jogar a Série A em 2020. Sobre o Oswaldo, ainda vamos conversar para ver o que ele quer de mim”.

Em seguida, o zagueiro, que estava sem clube após o fim de seu contrato com o Gençlerbirligi, da Turquia, agradeceu a oportunidade e falou sobre sua passagem pelo clube turco.

Quero agradecer a todos que fizeram com que essa chegada acontecesse. Essa oportunidade é muito boa, independentemente do momento. Tenho que aproveitar e fazer o meu melhor. Sei que posso ajudar o clube e já iniciei o trabalho para isso. A chance na Turquia foi muito boa, uma oportunidade de viver fora do país, conhecer outra cultura. E o campeonato lá é muito forte, tem grandes jogadores. Agregou muito. Vou trazer tudo isso para o Brasil”.

O zagueiro chega para disputar vaga com Digão, Nino e Frazan. O setor ainda conta com Matheus Ferraz, lesionado. Sobre a concorrência, Luccas Claro ressaltou que será boa e se mostrou ansioso para a estreia.

Em questão de tempo, prefiro não falar ainda porque será um trabalho conjunto com médicos, fisiologistas. Espero estar pronto logo. Quanto à carência, não concordo muito. Desde que surgiu a chance de vir eu comecei a acompanhar os meus companheiros e vi que a concorrência vai ser boa. Estou muito ansioso para estrear”.

Ainda sobre a passagem pela Turquia, o jogador relembrou a queda da equipe e a volta para a primeira divisão. E falou sobre suas características de jogo.

Sou um jogador de força, tento fazer muito trabalho de cobertura e velocidade, e considero a parte aérea de nível muito bom também. Quando somos jovens não percebemos muito a imaturidade, pensava que estava pronto. Hoje vejo muita diferença de cabeça, de concentração, de posicionamento, muita coisa muda. Acho que com isso, tenho muito a ajudar o clube, além da parte física muito boa”.  encerrou.

VAVEL Logo