Orinho comemora chegada ao Fluminense: “Estou feliz e vou para
cima”
FOTO DE LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE FC

Além do zagueiro Luccas Claro, o lateral-esquerdo Orinho também foi apresentado no Fluminense nesta quinta-feira (19). O jogador contou que conhece alguns companheiros de elenco e reforçou que o objetivo atual é tirar o clube da parte de baixo da tabela.

Já trabalhei um pouco com o grupo e conheço alguns garotos. Como o Luccas falou, primeiro vamos pensar em sair dessa parte de baixo da tabela. Depois, vamos ver se dá para pensar em Sul-Americana ou até em Libertadores”.

O jogador, que vestirá a camisa 22, chega ao Fluminense após o fim do contrato com o Santos. E contou que não se adaptou ao trabalho do treinador Jorge Sampaoli. E revelou a expectativa de estar no Fluminense.

Tive uma passagem muito boa pelo Santos e fiz grandes amigos, mas não entrei na filosofia do professor Sampaoli. Estou no Fluminense, vim para ajudar e espero fazer grandes jogos aqui”.

Ainda sobre o treinador do Santos, Orinho explicou as dificuldades em se adaptar. Segundo ele, o comandante gosta que os jogadores ataquem e defendam e pediu que ele atuasse como zagueiro também. E completou falando sobre suas características de jogo.

Sou bem ofensivo, mas primeiro penso em marcar e ajudar os companheiros. Espero ajudar o clube da melhor forma possível e entender a filosofia do professor Oswaldo”.

Sobre a concorrência na lateral, que também conta com Caio Henrique, que atua improvisado, e Mascarenhas, Orinho afirmou que a disputa será com respeito aos companheiros.

Tive uma passagem boa pela Ponte Preta e tenho um carinho grande lá. Fiz uns gols por lá, gosto de bater faltas. Aqui no Flu tenho a concorrência do Caio e do Mascarenhas, que são grandes jogadores. Tenho essa oportunidade de jogar logo, mas respeito os dois. Quero estar apto logo para ajudar o clube”.

E finalizou afirmando que, assim como o recém chegado Luccas Claro, está feliz com a oportunidade de vestir a camisa Tricolor.

As palavras do Luccas são as minhas. Quando se trata de Fluminense, não dá para pensar muito em outra coisa. A gente só quer vestir a camisa. Estamos felizes, vamos para cima” encerrou.

VAVEL Logo