Em viés de baixa, Paraná e Ponte Preta se enfrentam pela Série B
Foto: Divulgação/Site Oficial Paraná Clube

O Paraná recebe a equipe da Ponte Preta na noite desta quarta-feira (25), às 19h15, no Durival de Britto, em jogo válido pela 24ª rodada da Série B do Brasileirão. Na tabela, as duas equipes estão separadas por apenas uma posição e dois pontos, com o Tricolor da Vila em 10ª, com 33 pontos, e a Macaca em 11ª, com 31.

Paraná busca acabar com jejum dentro de casa

A última vitória do Paraná dentro de casa na Série B foi em 13 de julho, contra o Bragantino, pela nona rodada. Desde lá, foram seis jogos em casa, com uma derrota e cinco empates consecutivos.

"É um assunto que está deixando a gente um pouco incomodado, com essas seis partidas sem vitória dentro de casa. Nada melhor que o jogo desta quarta para darmos o máximo, o nosso melhor, para que possamos sair com os três pontos", disse o zagueiro Rodolfo.

O zagueiro é um dos que estão de volta e podem encarar a Ponte Preta. Ele volta de suspensão, enquanto Vitinho retorna de contusão, e pode fazer sua estreia na Vila Capanema.

"Quando você entra em campo assim, com a pressão grande para poder vencer nesses últimos jogos, você sofre um pouco de nervosismo. A gente erra um passe e fica com medo de pegar na bola para não errar outro, vai piorando a situação. A gente precisa vencer, essa é a grande verdade. Depois que vence, semana que vem vão ser outras perguntas. Não vai ser porque não está ganhando em casa", comentou.

Kleina deixa dúvida na escalação da Macaca

O treinador Gilson Kleina decidiu fechar os dois treinos antes da partida contra o Paraná, deixando um mistério a cerca do 11 inicial. O que sabemos é que Marquinhos, Rafael Longuine, Tiago Marques e Guilherme Guedes estão fora, todos por conta de lesão. Quem aumentou essa lista foi o atacante Marcondes, que tem um problema no músculo posterior da coxa direita, e deve ficar em tratamento por cerca de 10 dias.

"Como a gente ia fazer várias situações, testou algumas formatações, sempre com o intuito de conhecer melhor os setores, mas também mudar um pouco nosso comportamento, a atitude. É entender qual formação pode ser melhor para ter equilíbrio. É só para esse jogo do Paraná. Depois, vamos abrir os treinos, mas fez necessário agora esse tipo de planejamento", disse Kleina.

VAVEL Logo