‘Envergonhado’ com goleada, Argel Fucks prioriza desempenho do CSA no segundo tempo
Argel Fucks, técnico do CSA (Foto: Rafael Augusto/VAVEL Brasil)

Por Taynã Melo e Rafael Costa

O CSA entrou em campo e teve duas atuações distintas na mesma partida ao ter uma exibição melhor no segundo tempo em relação à etapa inicial. O problema é que a equipe alagoana já perdia por 4 a 0 e ficou difícil pensar em qualquer recuperação. Ao fim das contas, o Azulão do Mutange foi goleado pelo Palmeiras por 6 a 2 na noite desta quinta-feira (26), em jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2019 e disputado no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, em São Paulo/SP.

Após o jogo, o técnico azulino, Argel Fucks, concedeu entrevista coletiva e deu suas explicações sobre o que viu de seus comandados no gramado. O comandante marujo deixou bem claro que a sonolência durante o início do jogo aliada ao gol sofrido com apenas cinco minutos facilitou a velocidade do Palmeiras em construir um placar elástico ainda na etapa inicial.

“Até começamos bem o jogo, mas, com cinco minutos, tomamos um gol e com 30 minutos já estava 3 a 0. Mérito do Palmeiras, que tem qualidade para isso e estava querendo ganhar o jogo. Nós temos que riscar principalmente esse primeiro tempo, nos preparar para esse jogo contra o Santos, voltar a pontuar no campeonato. A gente sabe que é uma diferença de orçamento e de qualidade muito grande, mas hoje foi um jogo fora curva, um acidente de percurso. Temos que assimilar essa derrota e lamber essa ferida”, afirmou.

Foto: Rafael Augusto/VAVEL Brasil
Foto: Rafael Augusto/VAVEL Brasil

Argel disse estar envergonhado pela forma como o resultado foi construído, além do placar em si, de 6 a 2 para o Palmeiras. Mas o treinador ressaltou o bom desempenho no segundo tempo e que o desempenho nos 45 minutos finais deve ser destacado como meta para o próximo confronto, diante do Santos, neste vindouro fim de semana.

“É vergonhoso a gente perder um jogo da forma como a gente perdeu. Mas foi muito mais por mérito do adversário do que por deficiência nossa e nós precisamos entrar mais ligados no jogo. Palmeiras entrou a 100 km/h e fez seu resultado no primeiro tempo. No segundo tempo, conseguimos corrigir a nossa formação e nosso jeito de jogar, fizemos um jogo mais parelho no segundo tempo. Se a gente pudesse dividir o jogo em dois tempos, o segundo tempo foi muito mais o CSA dos últimos jogos, até porque a gente equilibrou a partida em 2 a 2. Agora é levantar a cabeça e pensar no próximo jogo contra o Santos”, falou.

Um ponto destacável para Argel Fucks foi o belo gol de Apodi, o primeiro dos dois marcados pelo CSA. O lateral que hoje joga no meio de campo, arriscou do lado esquerdo da intermediária ofensiva um chute forte, com muito efeito, que tirou o goleiro Weverton da jogada. A jogada, segundo o técnico, explica bem como seus comandados procuraram jogar no segundo tempo, mesmo com quatro gols de desvantagem.

“Qualquer estratégia que se tem para jogar contra o vice-líder, o time que tem mais orçamento no futebol brasileiro juntamente com o Flamengo, brigando ponto a ponto pelo título do campeonato, e toma um gol com cinco minutos, não tem estratégia. Tivemos falhas coletivas, Palmeiras liquidou a partida com 30 minutos. O primeiro tempo a gente precisa apagar. Mérito do Palmeiras, que soube se aproveitar de nossas falhas coletivas. A gente fica com o segundo tempo, um jogo mais duro, mais equilibrado, o belo gol do Apodi. Se tem alguma coisa que eu fiquei satisfeito foi o gol que Apodi fez, um belíssimo gol”, concluiu.

Com a goleada sofrida, o Azulão do Mutange voltou à zona de rebaixamento, com 19 pontos e no 18º lugar. Tem a mesma pontuação de Fluminense e Cruzeiro, mas tem uma vitória a menos que o Tricolor das Laranjeiras (4 a 5) e saldo de gols mais deficitário que a Raposa (-20 a -13). O próximo jogo será disputado às 16 horas do próximo domingo (29), quando o CSA irá enfrentar o Santos no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos/SP.

VAVEL Logo