Sampaoli evita falar sobre caso de Cueva: "Está nas mãos da diretoria"
Foto:Divulgação/Santos

Após a vitória do Santos sobre o CSA, pelo placar de 2 a 0, direto da Vila Belmiro, o treinador do peixe Jorge Sampaoli concedeu entrevista coletiva falando sobre a partida e das polêmicas envolvendo Cueva.

Sobre a situação do meia peruano, Sampaoli declarou que ouviu dele a sua versão da briga, em que se envolveu em uma casa noturna de Santos, mas, segundo o comandante, esta situação não esta mais em suas mãos e sim da diretoria.

"Sobre o Cueva, foi muito recente, conversei com ele e ele me contou sua versão, mas está nas mãos da diretoria. A verdade é que me preocupei muito com o jogo, me dediquei muito a isso, e também começo a analisar o Vasco, que é o que vem, não tenho tempo para esses temas. Quem decidirá sobre isso é o Paulo (Autuori), nosso diretor esportivo, e o presidente."

Falando do jogo, Sampaoli disse que a vitoria foi muito importante para retomar a segurança para a sequência da temporada e ressaltou que o estilo de jogo será mantido.

"É importante ganhar para se sentir seguro novamente. Vínhamos de uma derrota dura contra o Grêmio aqui, mas o time fez um primeiro tempo muito melhor que o de hoje. Nos manteremos defendendo uma ideia de jogo. Se não conseguirmos isso, acabam as possibilidades".

O argentino também comentou sobre a sequência de jogos da equipe que vem sendo desgastante fisicamente e emocionalmente para a equipe, segundo ele o time tem que se manter forte para conquistar os pontos.

"Partidas seguidas desgastam. Jorge vinha de muito desgaste. Jogamos com 3-2-5 contra o Fluminense para que os extremos pudessem subir. Enfrentamos times bem treinados e fortes, não há muito o que fazer. Mas precisamos ter intensidade o jogo inteiro, física e emocionalmente. Se não tivermos isso, não vamos para frente."

VAVEL Logo