Figueirense sofre dois gols seguidos, perde para Oeste e alcança 17º jogo sem vitória
Foto: Patrick Floriani/Figueirense FC

A situação do Figueirense está cada vez mais complicada na Série B. Nesta sexta-feira (4), o Alvinegro perdeu em casa para o Oeste e chegou ao 17º jogo seguido sem vitória na competição. Fábio, duas vezes, e Andrigo, de pênalti, fizeram os gols da partida pela 26ª rodada no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O começo de partida não poderia ter sido pior para o Figueira. Com torcedores ainda se ajeitando, aos seis, após passe de Élvis, Fábio dominou na entrada da área, girou para cima da marcação e contou com a sorte para ficar com a sobra após confusão da defesa alvinegra e bater forte, sem chances para Vidotto: Oeste 1 a 0. No lance seguinte, Thiaguinho lançou de longe, Fábio dominou, tirou os zagueiros e chutou cruzado de fora da área para ampliar a vantagem rubro-negra.

Após esse início fulminante, o Oeste diminuiu o ritmo e, apesar de ter mais de 70% de posse de bola em algum momento da primeira etapa, foi conservador e deu chances ao Figueira, que terminou com 11 a três em finalizações na primeira etapa, apesar de poucas realmente perigosas. Aos 29, Éverton Santos recebeu com espaço dentro da área, tentou tirar do goleiro, mas Luis Carlos foi bem para desarmar o atacante alvinegro e evitar a finalização. Dois minutos depois, Luis Ricardo fez jogada individual pela direita, ajeitou para a canhota e finalizou de fora da área, com perigo.

Aos 39, Andrigo levantou na área, Pereira subiu mais alto que a defesa e cabeceou com perigo, à esquerda do gol. Já passando dos 50 minutos da etapa inicial, Gustavo Poffo recebeu dentro da área, girou bem para cima de Willian Rocha, mas foi derrubado na sequência e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Andrigo mandou no meio e descontou antes do intervalo, dando esperanças ao torcedor no Scarpelli.

O técnico Márcio Coelho promoveu a estreia de Christian na volta do intervalo, mas o meia deu azar e se contundiu, sendo substituído por Tony logo aos seis minutos. Apesar de ter virado a porcentagem de posse de bola e ser mais perigoso, o Figueirense não teve criatividade para articular bem no terço final do campo - finalizou 17 vezes, apenas três certas - e abusou dos cruzamentos, principalmente com Victor Guilherme e esporadicamente com Carlinhos.

Aos 27, Betinho quase marcou contra para empatar o jogo. Na sequência, após cobrança de escanteio de Victor Guilherme à meia-altura, Alemão finalizou bonito e Luis Carlos brilhou para evitar o segundo dos mandantes. Mesmo com uma postura bem conservadora, o Oeste segurou a vitória com certa tranquilidade e ampliou a angústia do Figueirense.

O Figueirense permanece na última colocação, com 23 pontos, cinco a menos que o Londrina, primeiro time fora do Z-4. O Oeste está no 12º lugar, com 33, cinco atrás do G-4 e seis a frente da zona de rebaixamento.

As duas equipes voltam a campo na terça-feira (5). O Figueirense enfrenta o Botafogo-SP, fora de casa, às 19h15, enquanto o Oeste vai até Salvador enfrentar o Vitória, às 20h30.

VAVEL Logo