CSA e Avaí medem forças em batalha direta pela permanência na Série A
Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Os primeiros jogos disputados entre CSA e Avaí foram realizados apenas a partir da Série B de 2018. Ao fim da temporada, tanto alagoanos quanto catarinenses conseguiram o objetivo principal de disputar a Série A do ano seguinte. Cientes do baixo investimento em relação a outros concorrentes com gigantesco poderio, a partida entre ambos é considerada como um confronto direto. Vencer e somar três pontos é deixar um concorrente direto para trás.

E, na noite deste domingo (6), as equipes voltam a se enfrentar com uma única finalidade: vencer e ver o risco de rebaixamento diminuir. A partida entre os clubes acontece às 19 horas, no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2019.

O Azulão do Mutange conseguiu uma evolução na virada do turno, mas enfrentou pancada severa ao enfrentar Palmeiras e Santos, perder os dois jogos e ver o saldo de gols ficar ainda mais deficitário. O Leão da Ilha sofre da mesma situação. Conquistou duas vitórias importantes, que o tiraram da última posição, mas perdeu dois duelos contra Grêmio e Bahia.

Nesta noite, o objetivo principal é reabilitação. Na tabela de classificação, estão juntos. O CSA em 18º lugar, com 19 pontos. O Avaí em seguida, com 16. No retrospecto, três partidas e apenas um gol marcado. São dois empates e um triunfo catarinense. No primeiro confronto pela Série A 2019, um empate sem gols.

Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC
Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Escalação repetida

O CSA pensava em conquistar pontos em São Paulo, mas não conseguiu. Foi goleado pelo Palmeiras, derrotado pelo Santos, retornou à zona de rebaixamento e precisa de uma vitória para não ficar completamente desesperançado. A semana foi bem movimentada, principalmente com os rumores de que o técnico Argel Fucks poderia deixar o clube ao aceitar uma proposta do Ceará. Mas o treinador permaneceu no Mutange e renovou seu vínculo até o fim da próxima temporada.

Dentro de campo, não deve ter nenhuma modificação. O zagueiro Alan Costa e o lateral-esquerdo Carlinhos sentiram incômodos musculares, mas se recuperaram durante a semana es vão ao jogo. Diferente dos meias Euller e Didira. Euller tinha até possibilidade de ser escalado como titular, mas sentiu lesão na panturrilha. Didira torceu o tornozelo. Por isso, as modificações e possível alteração de estratégia ficou comprometida. Retornam, mas devem ficar no banco de reservas os volantes Nilton e Jean Cléber. Em entrevista coletiva, Argel mostrou total ciência da dificuldade e da importância do jogo contra o Avaí.

“Sabemos da dificuldade que é enfrentar o Avaí por ser um adversário direto e estar vivo na competição. Depois da chegada do Alberto Valentim, o time tem jogado de maneira diferente, se defendendo bem e sendo rápido na frente. É um jogo de seis pontos para a gente e temos que vencer dentro de casa. É lógico que teremos a nosso favor uma grande torcida vibrante, vamos jogar para vencer”, disse.

Vitória mais importante

Em uma competição com mais 16 rodadas a serem disputadas, pode soar estranho o Avaí considerar o jogo contra o CSA o duelo mais importante. Há razão nisso, mas a vitória sobre os alagoanos fora de casa é fundamental para o time não perder o pique, apesar da goleada sofrida perante o Grêmio e o revés em casa contra o Bahia na última rodada. É o início de uma sequência de partidas a serem jogadas contra equipes da parte inferior da tabela – CSA, Vasco da Gama e Ceará.

O técnico Alberto Valentim vai fazer apenas uma modificação em relação ao último jogo. No meio de campo, Pedro Castro sofreu uma entorse no joelho durante os treinos e sequer viajou. O colombiano Jonny Mosquera é o escolhido para entrar de primeira e formar o tridente com Richard Franco e Matheus Barbosa. No gol, Lucas Frigeri – que atuou no CSA em 2018 – volta ao banco de reservas com o retorno de Vladimir. O treinador do clube catarinense falou sobre a necessidade de conquistar três pontos nesta noite.

“Se torna um jogo em que os três pontos valem mais porque, além de somar, faz com que o adversário não some também. Fora de casa, a vitória é importantíssima. Depois, a gente pega outro adversário aqui. Vamos sair de novo contra outro concorrente direto. Essa vitória, sem dúvida, é importante para não depender de outro resultado para encostar no CSA. Vamos buscá-la e depois encurtar a distância dos times que não cairiam”, afirmou.

VAVEL Logo