Barroca não resiste e é demitido após quarta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro
 Foto:Divulgação / Botafogo

Eduardo Barroca está fora do Botafogo. O técnico foi mandado embora após a derrota para o Fluminense por 1 a 0, no Nilton Santos, neste domingo, a quarta consecutiva no Brasileirão. 

Barroca sai do clube após 27 jogos: dez vitórias, três empates e catorze derrotas. Bruno Lazaroni, auxiliar técnico permanente do clube, vai estar à beira do campo comandando a equipe contra o Goiás, na próxima quarta-feira.

O anúncio oficial da demissão foi dado pelo Vice-Presidente de Futebol, Gustavo Noronha. A decisão foi tomada pela diretoria após longa reunião dentro do vestiário, onde estiverem presentes dirigentes, membros da comissão técnica e atletas.

"Tivemos reunião com os atletas, que têm carinho e admiração grande pelo treinador. Não foi uma decisão fácil, foi muito complicada, porque o trabalho vinha sendo desenvolvido em bases sólidas. Foi necessária essa alteração, precisamos de reação imediata nesse momento. Botafogo comunica a todos", anunciou Noronha.

Contratado em abril, Barroca teve um bom início à frente do alvinegro. O treinador conseguiu vencer três jogos nas primeiras quatro rodadas do Campeonato Brasileiro e logo conquistou a confiança da diretoria e do torcedor, que o apelidou de "Gordiola". Uma alusão ao técnico Pep Guardiola, pelo estilo de jogo semelhante, baseado na posse de bola.

No entanto, com a eliminação para o Atlético-MG na Sul-Americana e a ausência de resultados no Brasileiro, mudaram o panorama de estabilidade do seu trabalho. O treinador de 37 anos deixa a equipe na 12ª posição da tabela, a cinco jogos sem vencer.

Perguntado sobre possíveis nomes para o cargo de treinador da equipe, Gustavo Noronha disse que a diretoria já vinha conversando a respeito de algumas opções e aponta alguém com experiência para assumir a função.

"Com relação ao perfil de treinador, a gente vem conversando já há algum tempo, não são conversas recentes. Já conversamos ao longo da trajetória, tivemos algumas conversas. Sabemos como Anderson pensa e a filosofia do Botafogo. Temos limitação orçamentária. Não discutimos com os jogadores nenhum perfil, seria absolutamente desrespeitoso com o profissional que acabou de dirigir o time".

"Com experiência sem dúvidas, mas não reputo Barroca como um profissional sem experiência. Se for experiente no sentido de idade, não é um pré-requisito", afirmou Noronha durante coletiva.

O Botafogo volta a campo contra o Goiás, na próxima quarta-feira, às 19h15, no Nilton Santos, pela 24ª rodada do campeonato.

VAVEL Logo