Técnico do Bahia, Roger Machado enxerga ‘falta de capricho’ no empate contra São Paulo
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Não foi um jogo que tenha enchido os olhos do torcedor. Muito pelo contrário, a noite de quarta-feira (9) reservou uma partida sem emoções entre Bahia x São Paulo. Tanto que o jogo disputado na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA, e válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2019 terminou no 0 a 0, com o Tricolor de Aço somado apenas um ponto nos dois últimos jogos disputados diante da torcida. Em entrevista coletiva, o técnico do Esquadrão de Aço, Roger Machado, afirmou que o equilíbrio era previsível pelas campanhas semelhantes dos times ao longo do Brasileirão.

“Foi um jogo truncado. Em quatro jogos contra o São Paulo, não tomamos gol. Não foi um jogo bonito porque foi como conseguimos nos adaptar a um estilo de jogo que já conhecemos do Fernando Diniz, de mobilidade, troca de posição com jogadores leves. Fica a frustração de não ter vencido pelo benefício que a vitória nos traria. Foi um jogo equilibrado. Entendo a frustração do torcedor, mas temos que valorizar. Não posso tirar a confiança e moral dos jogadores porque a bola não entrou hoje”, explicou.

Roger Machado voltou a dar muita ênfase no empenho dos atletas na busca do resultado positivo, ainda que este não tenha acontecido, e citou a necessidade de ter paciência. Embora o time tenha deixado o G-6, que garante vaga na Taça Libertadores da América, a missão principal, de acordo com o comandante tricolor, é garantir a pontuação suficiente para disputar ao menos a Copa Sul-Americana. Em seguida, com a aproximação das últimas rodadas é entrar em campo com o único pensamento.

“Temos que valorizar o empenho dos atletas. Nosso primeiro objetivo é chegar à pontuação que nos permita permanecer. Depois, podemos garantir rapidamente a possibilidade da Sul-Americana. Porém, Libertadores, a possibilidade vai se decidir nas últimas duas, três rodadas. Ninguém vai se classificar agora, nem ser campeão faltando 15 rodadas. Jogo desgastante. Élber e Artur com virose, Gilberto não se recuperou, Moisés sentiu o jogo. Resultado não é o que eu queria, mas eu estou feliz. O time se dedicou até o final”, falou.

Embora afirmasse que não tenha interferido no resultado da partida, o técnico do Esquadrão de Aço não gostou da arbitragem de Bráulio da Silva Machado (FIFA/SC). Segundo Roger Machado, o árbitro quis ter uma atitude de protagonista e teve um desempenho confuso.

“Cada um tem sua forma de conduzir e não concordo com esse tipo de conduta. Ele é mediador do espetáculo. Quando ele se comporta como protagonista do jogo, acontece que nenhuma das equipes gostam da conduta. Não é esse jogo de hoje. Arbitragem confusa, bastante confusa, mas não foi o responsável pelo placar do jogo”, finalizou.

Com o empate sem gols diante do São Paulo, o Bahia caiu ao oitavo lugar, com 38 pontos. O time tem a mesma pontuação de Internacional e Grêmio, mas tem uma vitória a menos que o Colorado (11 a 10) e saldo de gols inferior ao Imortal Tricolor (13 a 8). O clube volta a entrar em campo às 19 horas do próximo sábado (12), quando enfrenta o Fluminense no Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ, pela 25ª rodada.

VAVEL Logo