Desesperados por vitória, Chapecoense e Cruzeiro se enfrentam pelo Brasileirão
Foto: Divulgação Chapecoense 

Sem fase positiva para nenhum dos lados, o confronto é de times que estão amargando na zona de rebaixamento. Em busca da conquista dos três pontos, o lanterna Chapecoense recebe o Cruzeiro na Arena Condá, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro

O histórico do confronto é acirrado, em 11 duelos a equipe catarinense venceu cinco vezes, contra quatro triunfos do time mineiro, os demais jogos terminaram em empate. No primeiro turno, o Verdão também levou vantagem ao ganhar pelo placar de 2 a 1 do Cabuloso. 

A busca alviverde pelo retorno das vitórias em casa

Há quase dois meses sem vencer na Arena Condá, a Chapecoense busca resgatar a força de jogar em casa. O último triunfo do Verdão em Chapecó foi diante do Avaí, com placar de 1 a 0. Ainda sem vencer no comando do time, o treinador Marquinhos Santos aposta na vitória dentro de casa. 

"Vai ser um jogo nervoso. Dois treinadores que buscam a primeira vitória. Apenas a vitória traz a esperança e o conforto de buscar algo a mais. Não adianta mirar a 38ª rodada", ressaltou o comandante alviverde. 

Com baixas importantes no elenco, o técnico não poderá contar com o artilheiro do time, Everaldo, que cumpre suspensão, nem com o meio-campista Márcio Araújo, que está fora pelo mesmo motivo. Sem essas peças, o treinador deve improvisar o lateral-esquerdo Roberto na ponta e dar sequência aos atletas da base. 

"A ideia é mexer o menos possível. Pretendo dar sequência ao Régis. O Vini provavelmente vai começar jogando, mas não posso prometer. Bryan tem possibilidade de voltar e jogar. Achei que o Márcio Araújo fez bem a função (na lateral direita). Na ausência do Everaldo vamos procurar encaixar", completou Marquinhos Santos. 

O camisa 9, Kayzer, também não poderá ser sequer relacionado para o confronto. O atacante pertence ao Cruzeiro e está no Verdão por empréstimo até o final do ano, portanto fica fora da partida por questões contratuais.  

Provável Chape: João Ricardo; Bryan, Douglas, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos, Vini Locatelli e Camilo; Régis, Henrique Almeida e Roberto. 

Má fase dentro e fora de campo no Cruzeiro

O mau momento do time celeste poderá ter um alívio em caso de vitória diante da Chapecoense. São três vitórias nos últimos 30 confrontos disputados, além de escândalos referentes ao departamento jurídico do time. Na atual conjuntura do clube, uma vitória seria um alívio ao torcedor celeste. 

"Temos que buscar agora fora (de casa), não tem outra alternativa. Tivemos o apoio do nosso torcedor o tempo todo, queríamos a vitória, para dar uma tranquilidade, não só nesse jogo contra o Fluminense, mas contra o Internacional também. Não foi possível. Passou. Ficou para trás. Agora tem que buscar fora de casa, o mais rápido possível. A nossa oportunidade é contra a Chapecoense. Jogo difícil, que vai ser decidido nos detalhes", ressaltou o goleiro Fábio

Mesmo duelando na casa dos adversários, o centroavante Fred afirma necessidade de imposição do elenco celeste, com o time adaptado a proposta de jogo de Abel Braga, sem deixar o oponente ter a posse de bola. Visando o aprendizado dos últimos duelos da Raposa, o camisa 9 quer o time propondo o jogo. 

"A gente está vendo que os adversários não têm o jogo inteiro para tocar bola no nosso campo e nem tanto espaço para sair jogando. Roubamos duas bolas em situações claras para fazer os gols. Contra o Inter nós também pegamos lá em cima. Contra o Goiás, que é um campo grande, com clima difícil, marcamos em cima. Dominamos parte do jogo. Ele está pedindo para ter a bola, para se entregar taticamente, com as movimentações de acordo para cada jogo", afirmou Fred. 

Provável Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Éderson, David e Thiago Neves; Fred e Sassá (Pedro Rocha).

VAVEL Logo