Flamengo não libera Reinier, e Seleção Brasileira convoca gremista Pedro Lucas
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

A segunda-feira amanheceu com mais um embate entre Flamengo e CBF. O caso desta vez se repete, o rubro-negro carioca não liberou o meia Reinier para se apresentar à Seleção Brasileira sub-17, que está em preparação para a disputa do Mundial da categoria. A informação foi publicada por Mauro Cezar Pereira, comentarista dos canais ESPN, em seu blog no portal UOL e posteriormente confirmada pela assessoria do Clube.

O jovem de 17 anos deveria se apresentar nesta segunda-feira (14) para os treinamentos na Granja Comary. No entanto, com os desfalques de Arrascaeta, Filipe Luís, Everton Ribeiro e Bruno Henrique, o departamento de futebol do Flamengo decidiu por manter o atleta junto ao elenco para a sequência da temporada e entregou o caso ao departamento jurídico.

Em setembro, o Mais Querido conseguiu a liberação do garoto do ninho em outra convocação, para um amistoso, através da justiça. O STJD concedeu um efeito suspensivo e Reinier pôde atuar diante do Avaí, onde marcou um dos gols da vitória flamenguista por 3 a 0.

Resposta da CBF e convocação de Pedro Lucas

Em resposta rápida à não aparição de Reinier, a CBF emitiu um comunicado informando que Pedro Lucas, atleta do Grêmio, foi convocado para substituir o meia do Flamengo.

"Pedro Lucas substituirá o atleta Reinier, do Clube de Regatas do Flamengo, que não se apresentou nesta segunda-feira. A lista final para a competição com os 21 jogadores inscritos será enviada à FIFA no dia 16 de outubro."

Cabe ressaltar, que apesar de ser o Mundial sub-17, os clubes não têm obrigação de liberar os jogadores, apenas para amistosos e torneios das seleções principais.

Na próxima reunião do Conselho da Fifa - em Xangai - daqui a duas semanas, a CBF vai levar uma proposta solicitando a inclusão no calendário da entidade internacional dos compromissos das seleções Sub-23, Sub-20 e Sub-17, o que tornaria obrigatória a liberação. Até lá, a disputa entre clubes e entidade devem ser resolvidas por meios judiciais.

VAVEL Logo