Derrota para o Palmeiras faz Marquinhos Santos criticar VAR: "Tem peso de camisa"
Marcos Ribolli / Chapecoense

Mais uma vez, não deu para a Chapecoense. Jogando fora de casa, no Allianz Parque, a equipe catarinense foi superada pelo Palmeiras, por 1 a 0,  e segue afundada na lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas 16 pontos. O gol saiu no último lance do jogo, marcado pelo volante Felipe Melo. Para piorar a situação, o zagueiro Gum foi expulso durante o confronto e desfalca o time para a próxima rodada.

Na coletiva, Marquinho Santos optou por não comentar sobre a atuação da arbitragem de campo, mas foi mais um dos treinadores a opinar de forma negativa quanto a utilização do árbitro de vídeo no Brasil.

"Assim como é a política brasileira, o preconceito e o racismo no Brasil, o futebol está caindo em descrédito. Não tem validade o VAR, porque tem peso de camisa”, afirmou.

LEIA MAIS: Palmeiras marca no apagar das luzes, vence Chapecoense e segue na perseguição da liderança

Ainda em campo, logo após o apito final, o goleiro João Ricardo concedeu entrevista e lamentou o revés no final, mas manteve a esperança para o próximo jogo.

"A gente sabia que jogar aqui era muito difícil. Se fosse um empate poderia considerar como vitória. Viemos com um sistema defensivo muito forte, tentando não deixar o Palmeiras jogar e conseguimos até o finalzinho. Suportamos até onde deu. A gente lamenta porque tomamos o gol no finalzinho, mas agora é erguer a cabeça para o jogo dentro de casa agora", disse.

A Chapecoense volta a campo no próximo domingo (20), na Arena Condá, contra o Goiás, em partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão. A bola rola a partir das 19h. 

VAVEL Logo