Marcos Braz admite desejo de continuar com Jesus, porém alerta: "Às vezes não é possível"
Marcos Braz em segundo plano, observando Jorge Jesus (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Goleada que escancara a qualidade! O 5 a 0 frente ao Grêmio pela partida de volta das semis de Libertadores expôs ainda mais a força do grupo do Flamengo. Jogadores como Rodrigo Caio, Pablo Marí, Willian Arão, Gerson, Bruno Henrique e Gabigol passam pelo melhor momento de suas carreiras. Mas isso não é coincidência e o crédito para esse sucesso pode ir à conta de Jorge Jesus.

O treinador português assumiu um elenco que não tinha identidade de jogo nas mãos de Abel Braga, assim o europeu pôs luz no Flamengo, chegando aos 10 pontos de vantagem sobre o segundo colocado no Brasileirão e à final da Libertadores. No entanto, sabe-se que o Mister não ficará para sempre no clube carioca.

Vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz falou com o canal FOX Sports, após a goleada, sobre o futuro do técnico Jorge Jesus. O dirigente lembrou que o português tem contrato com o Fla até maio de 2020, porém, em dezembro, existe uma janela que permite a quebra do contrato, sem nenhum custo, caso haja acordo entre as partes de Jesus e clube carioca. Mas, Braz deixou claro que o desejo flamenguista é pela sua permanência por bastante tempo.

"O Jorge Jesus é uma pessoa experiente, um técnico experiente. A diretoria do Flamengo também é experiente. Vocês acham que estamos conversando desse assunto agora, num momento como esse? Ele tem um ano de contrato, até maio, e em dezembro tem uma janela para os dois lados. Se a gente quiser que ele não continue, a gente exerce isso, e se ele quiser, ele também pode fazer. Está tudo tranquilo, com naturalidade, desde o primeiro momento que tratei com ele, ele foi aberto, muito tranquilo, e eu acho que não vai ter problema nenhum. O meu desejo é que ele fique por um tempo, às vezes não é possível, mas tudo isso é menos importante do que a história do Flamengo, que é de 124 anos."

Marcos Braz também comentou um pouco sobre a decisão da Libertadores, que será jogada entre River Plate e Flamengo.

"Ainda não ganhamos nada, essa é a grande verdade. Temos um jogo pela frente, importantíssimo, que é contra o River. Precisamos ir tranquilos para o jogo. Tudo o que fizemos nesses meses todos, é o que faremos nesses próximos dias para que ocorra tudo bem no Chile. Acho que não teremos nenhum problema por lá."

LEIA MAIS: Rouco, Jorge Jesus admite ‘sonho’ em classificação e parabeniza Grêmio

Como a final continental está marcada para 23 de novembro, às 18h30 do sábado, ainda há sete rodadas pela frente: CSA, Goiás, Corinthians, Botafogo, Bahia, Grêmio e Vasco são os adversários antes do River Plate, na grande decisão.

VAVEL Logo