Cruzeiro bate Botafogo fora de casa e sai da zona de rebaixamento
Cacá marcou seu primeiro gol pelos profissionais (Foto: Reprodução / Cruzeiro)

O Cruzeiro conquistou uma importantíssima vitória na luta para escapar do rebaixamento. Com gols de Cacá e Éderson, a Celeste venceu o Botafogo por 2 a 0 no Estádio Nilton Santos pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em um duelo direto, melhor para o Cruzeiro que saiu da Zona de Rebaixamento. O Botafogo, com um ponto a mais que o rival, sofreu sua segunda derrota consecutiva.

Cruzeiro em vantagem

O jogo começou morno no Niltão. As duas equipes se estudavam muito antes de tomar a iniciativa. A primeira boa chance veio do lado alvinegro aos 19 minutos. Yuri fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Luiz Fernando que dominou, girou e chutou, mas por cima da meta do goleiro Fábio.

O Cruzeiro também não conseguia criar e o jogo continuou muito truncado. Mas aos 25 minutos, a Raposa abriu o placar por meio de bola parada. Thiago Neves cobrou escanteio e zagueiro Cacá testou firme para o fundo das redes de Gatito. 1 a 0 Cruzeiro.

O Botafogo tentou reagir, mas seguiu com muitas dificuldades na criação. Suas principais jogadas saíam em chuveirinho na área. Com bolas cruzadas e escanteios, o Botafogo rondou a área cruzeirense, mas sem efetividade.

No intervalo, o zagueiro Gabriel tentou dar a receita para que o Glorioso saísse com um resultado positivo de campo:

"Começamos mal, muito atrás e só crescemos após o gol. Temos que manter o equilíbrio e adiantar a marcação, não sair de qualquer maneira, para assim buscarmos o empate e a virada", disse.

O zagueiro cruzeirense Cacá comemorou o primeiro gol marcado pelos profissionais:

"É um sonho realizado. Graças a Deus fui feliz ali na jogada e pude fazer o gol. Agora é manter o resultado para sair com a vitória daqui."

Pressão Botafoguense, mas pouca efetividade

O Botafogo voltou com uma alteração para o segundo tempo. O garoto Igor Cássio, herói da partida contra o Goiás, entrou no lugar de Vitor Rangel.

Com uma postura diferente, o Botafogo pressionou o Cruzeiro. Logo no início, Carli caiu na área e pediu pênalti. Nada marcado. Em seguida, João Paulo chutou colocado de fora da área no cantinho, mas Fábio tocou para escanteio. 

O técnico Alberto Valentim colocou Alex Santana na vaga de Léo Valência. E o Botafogo seguiu em cima do Cruzeiro. Marcinho arriscou de fora de área e a bola passou muito perto da meta cruzeirense. João Paulo também arriscou, mais uma vez de longe, para fora.

Abel Braga colocou Dodô, Ariel Cabral e Sassá no time. Recuou o time para segurar o resultado. O Botafogo foi para o abafa, mas como em todo jogo, com muita disposição e pouca inspiração.

Já nos acréscimos, a defesa do Botafogo falha, o lateral Dodô fica com a bola e cruza para Ariel Cabral que só ajeita para o volante Éderson estufar as redes botafoguenses. Fim de jogo e vitória maiúscula do Cruzeiro no Rio de Janeiro.

Como ficam

A derrota em casa manteve o Botafogo próximo da Zona de Rebaixamento. A equipe de General Severiano está na 14ª posição com 33 pontos, um a mais que o Cruzeiro. O Fluminense, com 30, abre o Z4.

Na próxima rodada o Botafogo visita o Santos na Vila Belmiro. Já o Cruzeiro recebe o Bahia no Mineirão.

VAVEL Logo