Santos vence Bahia, mantém vantagem no G-4 e se recupera no Brasileirão
Foto: Ivan Storti/Santos FC

A recuperação era o principal objetivo de Santos e Bahia ao se enfrentarem. Na noite desta quinta-feira (31), as equipes mediram forças no início da noite pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2019. Melhor para os donos da casa. O Peixe se deu bem ao vencer por 1 a 0. Carlos Sánchez marcou o gol da equipe alvinegra no confronto disputado na Vila Belmiro, em Santos/SP, ao acertar cobrança de penalidade máxima.

Com o resultado, a equipe da Vila se recuperou após sofrer dois tropeços nas últimas rodadas e permaneceu na terceira posição, com 55 pontos, cada vez mais consolidado na zona de classificação à fase de grupos da Taça Libertadores da América 2020. Por outro lado, o sonho de voltar à disputa do principal torneio continental da América do Sul ficou ainda mais complicado ao Esquadrão de Aço, que sofre a terceira derrota seguida e fica com 41 pontos, no nono lugar.

As equipes voltam a entrar em campo às 19 horas do próximo domingo (3). O Bahia tem mais um duelo fora de casa e encara o Cruzeiro no Mineirão, em Belo Horizonte/MG. Por sua vez, o Santos tem mais uma partida diante de sua torcida e encara o Botafogo na Vila Belmiro.

Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Bahia assusta no início, mas Santos controla jogo

O início da partida deu a entender que o Bahia faria um jogo bem equilibrado e franco, com o bom uso dos contra-ataques. Aos cinco minutos, Gilberto foi acionado em contra-ataque, entrou na área e bateu cruzado, para a defesa importante de Everson. Porém, o Santos passou a ter sob seus pés as melhores finalizações, principalmente pela ação de seu tridente ofensivo formado por Marinho, Eduardo Sasha e Soteldo. Na primeira tentativa, o venezuelano dominou dentro da área, abriu espaço e chutou forte. Douglas Friedrich espalmou.

Aos 17, os donos da casa chegaram a balançar as redes. Após cobrança de escanteio e corte de Juninho, Gustavo Henrique chuta, Douglas Friedrich defende e Eduardo Sasha empurrou para as redes. Porém, o lance foi anulado após revisão na arbitragem de vídeo, que confirmou posição irregular do centroavante. O Peixe seguia a levar perigo, principalmente no controle da bola com Carlos Sánchez, que regia o time. Em cobrança de falta, o uruguaio mandou a pelota com muito efeito e quase enganou o arqueiro tricolor.

Com dificuldade na transição, o Bahia apenas assistia o adversário controlar o confronto, trocar passes e rodar a bola. Aos 35 minutos, Jorge parou a bola na entrada da área e tentou encobrir Douglas. O goleiro espalmou e Eduardo Sasha pegou mal o rebote. Cinco minutos depois, Sánchez voltou a levar perigo em cobrança de falta frontal.

Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Erro baiano, pênalti e gol do Peixe

O segundo tempo começou com sustos das duas defesas. O Santos quase se atrapalhou primeiro quando Gustavo Henrique recuou para o goleiro Everson, que devolveu ao zagueiro e quase teve a bola interceptada por Artur. No minuto seguinte, foi a vez de Douglas Friedrich repor mal a pelota, Moisés se atrapalhar e Juninho cometer penalidade máxima quando Marinho avançou e entrou na área. Na cobrança, Carlos Sánchez colocou a bola no canto esquerdo e abriu o placar.

O problema do Bahia em desenvolver sua estratégia de jogo, colocar a bola no chão e ir ao ataque permaneceu durante a segunda etapa. Com muita dificuldade na armação de jogadas, o time não conseguiu dar trabalho. Com a vantagem no marcador, os donos da casa também não eram tão intensos. Tanto que o alvinegro chegou e quase ampliou aos 19 minutos. Eduardo Sasha foi travado duas vezes pela defesa, Carlos Sánchez ficou com a sobra e cruzou na área. Evandro foi acionado com liberdade, mas pegou mal na bola.

Com as modificações feitas pelos dois treinadores, o Bahia melhorou um pouco e foi buscar, pelo menos, o empate. E a bola parada quase garantiu um ponto importante aos visitantes. Aos 36 minutos, depois de bola alçada na área em cobrança de falta, Moisés escorou de cabeça e Juninho emendou de primeira um forte e belo chute com o pé esquerdo. A bola estufou as redes, mas o gol foi anulado dois minutos depois com a análise do VAR. Com isso, o Santos soube segurar a vantagem e garantir a vitória.

VAVEL Logo