Mano comenta polêmica: "Luiz Adriano põe o pé para tentar ocupar o espaço primeiro"
Foto: Reprodução/SEP

Não faltou polêmicas na noite de quarta (06) em São Januário. O placar final foi de 2 a 1 para o Palmeiras, mas o resultado foi arrodeado de polêmica causada pela equipe de arbitragem, liderada pelo árbitro de campo Rafael Traci, o que gerou muita reclamação por parte do Vasco, porém o comandante palmeirense, Mano Menezes, discorda de todo o alvoroço carioca.

Primeiro, o gol que inaugurou o marcador no Rio foi originado de um contra-ataque paulista. No entanto, enquanto o Vasco atacava, Pikachu cruzou a bola da lateral e Zé Rafael, na tentativa de cortar, pula e a redonda acerta o braço do palmeirense, que estava um pouco levantado. A sequência do lance resultou no gol de Lucas Lima. Quando o placar estava em 1 a 1, Luiz Adriano pôs o Palmeiras novamente na frente. Mas em gol sob polêmica.

O atacante alviverde colocou o pé na frente do zagueiro vascaíno, que mirou a bola e foi barrado pelo jogador paulista, caindo no lance. Tudo isso gerou muita reclamação por parte do Vasco.

Na coletiva pós-jogo, Mano Menezes falou sobre o segundo gol de seu time e do lance em que Dudu, atacante do Palmeiras, foi agarrado por jogador carioca, já no segundo tempo.

"Sempre são decisões no limite. Me coloco do outro lado, também entendo. Porque quando me sinto prejudicado, também contesto. Olhamos dois lances no vestiário. O lance do nosso gol, que é no limite, e eles têm mais recurso para analisar. No jogo passado, julgamos que não tinha sido pênalti do Vitor Hugo. Hoje o presidente disse que viu as imagens que a comissão tem à disposição e acha que foi. Foi ocupação de espaço, Luiz Adriano põe o pé para tentar ocupar o espaço primeiro. Vem o chute do jogador do Vasco. É um lance muito fino, por isso vamos esperar essas imagens talvez melhores."

"Outro lance foi o lance do Dudu, um lance absolutamente claro, onde já tinha passado e sofreu um agarrão do jogador. No nosso entendimento, lance de cartão vermelho. Mas o árbitro achou um jogador ao lado. Mas fizemos um bom jogo, acho que é o mais importante. Merecemos vencer pelo que construímos. Um jogo com oportunidades para vencer a partida, e por isso saímos daqui muito felizes com o comportamento da equipe."

LEIA MAIS: Sob polêmica do VAR, Palmeiras vence e mantém Vasco na má sequência

O que disseram o treinador e presidente vascaíno?

Antes da coletiva do técnico Vanderlei Luxemburgo, o presidente do clube carioca, Alexandre Campello, não poupou protestos para falar da arbitragem de Rafael Traci.

"Árbitro tendencioso, começou dando sete cartões amarelos. Não deu a falta no gol do Palmeiras, deixou de dar o pênalti para o Vasco. Imagem clara. Esse juiz persegue o Castán, teve o mesmo problema que ele contra o Avaí... É um absurdo o que está se fazendo. Se quiserem que o campeonato continue competitivo, tudo bem. Mas prejudicar o Vasco é inadmissível. Amanhã estarei na CBF cobrando isso da comissão de arbitragem".

E o treinador cruzmaltino também falou sobre os lances capitais da partida que foram decididos pelo VAR, além de dizer que Rafael Traci ‘persegue’ o zagueiro Leandro Castán, expulso na reta final do confronto.

"Se o VAR chamou o juiz para ver, é porque colocou uma situação para o juiz analisar. É importante que o Gaciba venha a público e mostre a gravação com o árbitro. Mais ainda: o Luiz Adriano faz falta no Danilo antes de finalizar. Um absurdo. Estamos sendo prejudicados em muitas coisas. Quantos pontos nós perdemos... Estaríamos pelo menos na zona de Libertadores... O Gaciba é um cara correto, está tentando melhorar a arbitragem. Mas eu não aguento mais ser prejudicado da forma como tem sido [...] Esse árbitro persegue o Castán. Perseguição é uma coisa meio complicada. Acho isso uma covardia muito grande. Quantas faltas o time do Palmeiras fez no primeiro tempo e como ele amarelou o nosso time. É complicada a maneira como ele conduziu o jogo."

LEIA MAIS: Insatisfeito, Luxemburgo dispara contra a arbitragem: "Estamos sendo prejudicados"


Com a vitória, o Palmeiras foi a 66 pontos e está parcialmente cinco atrás do líder Flamengo, que ainda joga na rodada. Já o Vasco ocupa a 12ª posição, com 39 pontos.

VAVEL Logo