Insatisfeito, Luxemburgo dispara contra a arbitragem: "Estamos sendo prejudicados"
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Com muitas polêmicas em campo o Vasco foi superado pelo Palmeiras por 2 a 1 no São Januário, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. Os gols foram marcados por Lucas Lima e Luiz Adriano para a equipe paulista e Mayke, contra, anotou para os vascaínos.

Com o placar o Vasco cai para a 12ª posição com 39 pontos e aumenta o jejum para quatro jogos sem vencer no Brasileirão.

Antes da coletiva do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Presidente do Gigante da Colina Alexandre Campello não poupou protestos  para falar da arbitragem de Rafael Traci no jogo desta noite (6).

"Árbitro tendencioso, começou dando sete cartões amarelos. Não deu a falta no gol do Palmeiras, deixou de dar o pênalti para o Vasco. Imagem clara. Esse juiz persegue o Castán, teve o mesmo problema que ele contra o Avaí... É um absurdo o que está se fazendo. Se quiserem que o campeonato continue competitivo, tudo bem. Mas prejudicar o Vasco é inadmissível. Amanhã estarei na CBF cobrando isso da comissão de arbitragem".

Com a palavra Luxemburgo também falou sobre os lances capitais da partida que foram decididos pelo VAR.

"Se o VAR chamou o juiz para ver, é porque colocou uma situação para o juiz analisar. É importante que o Gaciba venha a público e mostre a gravação com o árbitro. Mais ainda: o Luiz Adriano faz falta no Danilo antes de finalizar. Um absurdo. Estamos sendo prejudicados em muitas coisas. Quantos pontos nós perdemos... Estaríamos pelo menos na zona de Libertadores... O Gaciba é um cara correto, está tentando melhorar a arbitragem. Mas eu não aguento mais ser prejudicado da forma como tem sido”, ele ainda completou falando que o zagueiro Leandro Castán é perseguido por Traci: “Esse árbitro persegue o Castán. Perseguição é uma coisa meio complicada. Acho isso uma covardia muito grande. Quantas faltas o time do Palmeiras fez no primeiro tempo e como ele amarelou o nosso time. É complicada a maneira como ele conduziu o jogo".

LEIA MAIS: Sob polêmica do VAR, Palmeiras vence e mantém Vasco na má sequência

Apesar do placar negativo a avaliação do time foi boa segundo o comandante vascaíno, que novamente atestou que os pontos foram perdidos não pela qualidade do futebol, mas sim pela arbitragem.

"Tivemos uma sequência boa de vitórias e falaram bem. Não me assusta. Temos os jogos necessários para sair da confusão. Nunca falei que meu time era para outra competição. Nossa competição é diferente. Não adianta insistir. Hoje gostei da equipe, da maneira como jogou. Forte, dura, contra um adversário difícil. Os lances que o Vasco tem sido prejudicado são lances importantes. O Vasco perdeu muitos pontos por causa da arbitragem... Nós tivemos condições de fazer gols, como naquela bola do Guarín, que entrou sozinho. Acho que a equipe jogou bem taticamente. Não tenho o que reclamar da equipe".

Sobre os pontos perdidos em São Januário ao longo da competição, Luxemburgo foi categórico.

"Nós perdemos para Santos, Palmeiras, Bahia. Acho que a maneira de jogarmos aqui, por obrigação jogamos diferente daquilo que estamos acostumados a jogar. Somos mais reativos e saímos mais. Ficamos mais vulneráveis".

"Óbvio que acho que foi falta"

Danilo Barcelos foi um dos únicos atletas a falar com a imprensa após o jogo e afirmou ter sofrido falta de Luiz Adriano no lance do segundo gol palmeirense.

"Óbvio que acho que foi falta. Eu estava na frente dele na jogada e teve uma "calçada" dele. Mas acho que isso é o de menos, o que importa é a má vontade do Traci para marcar as coisas para o nosso lado. Incrível como nas últimas partidas vem havendo muita má vontade e a gente não pode falar muito, infelizmente. Depois, para olhar o pênalti de novo, teve uma certa dificuldade. Não é a primeira vez. Ele amarelou nosso time inteiro".

VAVEL Logo