Argel Fucks não se entrega após derrota do CSA: "Vamos levantar a cabeça e lamber a ferida"
Foto: Francisco Cedrim/RCortez/CSA

Tudo o que o torcedor do CSA imaginava como uma hipótese pessimista aconteceu na noite deste domingo (10). Em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2019, o Azulão do Mutange sofreu uma dura derrota ao perder para o Vasco da Gama por 3 a 0. O placar negativo resultou na terceira derrota consecutiva, a quinta em seis jogos, além de perder a sequência de sete rodadas sem perder em casa como mandante. Pior que tudo isso, o time permanece na 18ª colocação, com 29 pontos, e precisa tirar uma diferença de seis pontos em relação aos concorrentes pela sobrevivência na elite (Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Ceará).

O técnico Argel Fucks reconheceu que a equipe começou bem, mas que perdeu o compasso com o decorrer da partida, principalmente após sofrer o primeiro gol aos 25 minutos do primeiro tempo. Apesar da situação complicada, onde os matemáticos apontam 91% de chances do CSA voltar à Série B em 2020, o comandante marujo descarta entregar os pontos e acredita em uma retomada que pode resultar em uma arrancada histórica nas últimas rodadas.

“Tem alguns times que a gente vai receber aqui e, daqui a pouco, não estão brigando por coisa alguma. É o caso do Bahia, não vai estar brigando por uma Libertadores da América ou coisa assim. Aí tem a Chapecoense fora, depois o São Paulo, que é o último jogo, e pode vir aqui também brigando por nada. Futebol basta a gente acreditar. A gente vai trabalhar. Eu sei que o torcedor está doído e tem razão. Se teve coisa boa no jogo de hoje foram os nossos primeiros 25 minutos e o nosso torcedor”, disse.

O time precisa de cinco vitórias e um empate para chegar aos 45 pontos, nota de corte apontada pelos matemáticos e estatísticos. Restam seis jogos para encerrar o Brasileirão. Isso mostra que o CSA não pode mais vacilar e, para o treinador do CSA, seus comandados podem buscar fora de casa os pontos que foram perdidos diante da torcida. Argel Fucks falou também sobre a principal necessidade de correção, a ser feita nos treinamentos durante a semana corrente.

“Vamos levantar a cabeça e lamber a ferida. No domingo, a gente vai lá e esse detalhe da bola entrar ou não entrar pode pegar no jogo contra o Fortaleza. Aí podemos trocar essa derrota em casa por uma fora. Precisamos trabalhar mais a finalização. Mas como trabalhar isso se você joga quarta ou domingo? Não tem como, um jogo em cima do outro. Agora a gente vai ter uma semana e a gente vai trabalhar muito a finalização. A gente cria, tem oportunidade clara, mas falta o capricho para colocar a bola dentro do gol. Aconteceu isso contra Flamengo, Athletico Paranaense e Grêmio. Tivemos chances e a bola não entrou. Nessa semana a gente vai dar ênfase para trabalhar a finalização”, concluiu.

Nos últimos seis jogos, o CSA venceu um e perdeu cinco. Nos próximos seis jogos, os derradeiros da temporada, a equipe precisa vencer cinco e empatar um para chegar à nota de corte estipulada inicialmente de 45 pontos. O primeiro teste que pode alimentar as esperanças de permanência ou acelerar a concretização do rebaixamento será no próximo domingo (17), diante do Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza/CE, pela 33ª rodada do Brasileirão.

VAVEL Logo