Jejum de atacantes é preocupação para reta final do Fluminense
Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Com a média de um gol por partida ao longo das 33 rodadas passadas no Brasileirão, o Fluminense sofre com a ausência de artilheiros para espantar o fantasma do rebaixamento que persegue o tricolor na atual temporada.

Yony González, João Pedro e Marcos Paulo são as opções do treinador Marcão para serem as referências na linha de frente, porém, a baixa performance individual dos atletas faz a torcida questionar os nomes, e principalmente, gerar o rodízio arquitetado pelo técnico.

A razão da preocupação do torcedor é tamanha que o melhor marcador do Fluminense no campeonato é Yony, com apenas 5 gols. O colombiano está empatado com Pedro, que já deixou o clube há alguns meses e hoje atua na Fiorentina.

 De acordo com o site Footstats, o tricolor precisa de 13 finalizações por jogo para marcar um gol. A média só não é pior que Avaí, Cruzeiro, Chapecoense e CSA. 

Yony

Sem marcar há dez partidas, Yony González é um dos nomes mais questionados pela torcida. Apesar de ser o artilheiro no ano com 16 gols, o jogador marcou somente uma vez nos últimos 21 jogos.

João Pedro

Maior promessa no atual elenco e já negociado com o Watford, João Pedro começou em alta no clube. Após a rápida ascensão quando marcou gols seguidas vezes, o jogador perdeu a titularidade e nas últimas doze partidas em que atuou, não balançou as redes. Na temporada completa, o jogador tem 10 gols.

Marcos Paulo

Das opções disponíveis ao Marcão, Marcos Paulo é quem tem dado mais resultado em campo nos jogos recentes. Longe de ser uma marca significativa, mas comemorável no atual cenário tricolor, o atacante tem dois gols marcados nos últimos seis jogos. O rendimento de Marcos fez com que o atacante se tornasse titular no lugar de João Pedro.

Perdas

Sem Pedro, Everaldo e Luciano, o trio de maior esperança ofensiva no Fluminense em 2019, o atual elenco se reformulou no andamento das competições. Também passaram pelas posições de ataque Ewandro, Wellington Nem, Guilherme, Pablo Dyego, Lucão, Evanílson e Brenner, porém, todos citados ainda não convenceram e juntos, todos os nomes somam apenas 2 gols.

VAVEL Logo