Flamengo x Rive Plate: pré-jogo da final da Libertadores 2019 em Lima, no Peru
Foto: Reprodução/Conmebol

Chegou o dia mais esperado para a torcida rubro-negra e millonaria. Neste sábado (23), a partir das 17h (de Brasília), Flamengo e River Plate brigam pelo título da Copa Libertadores 2019. É a primeira final única da história da competição, que será disputada no Estádio Monumental de Lima, capital peruana. E para chegar à glória eterna, os dois treinadores poderão contar com o que têm de melhor.

Cada finalista jogou 12 vezes na atual Libertadores. O Flamengo venceu 6, empatou 3 e perdeu 3. Enquanto o River ganhou 4, empatou 7 e perdeu apenas 1.

Flamengo de Jesus

Sem nenhum desfalque no plantel, o português Jorge Jesus já tem seu time base a posto. Os reservas também estão de prontidão para ser opções do Mister em solo peruano. Sendo assim, as características ofensivas do Flamengo serão vistas no país andino, sobretudo com o quarteto formado por Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

Na coletiva oficial de sexta-feira (21), véspera do jogo, JJ disse que ‘não é em uma final que o treinador vai mudar como equipe e como ideia’, ressaltando que manterá o estilo flamenguista.

Escalação do Flamengo (4-2-2-2): Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão e Gerson: Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

River Plate de Gallardo

Se do lado rubro-negro a final não é disputada desde 1981, do lado millonario é diferente. Das últimas cinco edições, esta é terceira final de Marcelo Gallardo, que busca o terceiro título da competição. Para isso, o argentino também terá força máxima, exceto o meia Quintero (pode jogar, mas não está 100% recuperado de lesão).

Ídolo do River, Muñeco (como Gallardo é apelidado) revelou a escalação e colocou em terra a possibilidade de entrar com três zagueiros. Seu esquema tático tem similaridades com o estilo de Jesus. Dentre elas está a ofensividade. Para o hermano, ‘as duas equipes jogam bem, gostam de estar com a bola’ e também disse na coletiva da véspera que ‘pode ser um jogo muito dinâmico’.

Escalação do River Plate (4-2-2-2): Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Casco; Nacho Fernández e Enzo Pérez; Palacios e De La Cruz; Borré e Suárez.

Dia a dia em Lima

Flamengo e River Plate desembarcaram na capital peruana na quarta-feira (20). Na quinta (21), as duas equipes treinaram com bola. Um dia depois, na sexta (22), os dois elencos reconheceram o gramado do Estádio Monumental U e os técnicos e um jogador de cada equipe concederam entrevista coletiva.

LEIA MAIS: Flamengo x River Plate: Marcelo Gallardo revela titulares e diz que final pode ser ‘muito dinâmica’

LEIA MAIS: Flamengo x River Plate: Jorge Jesus mantém base titular e diz que na final ‘há mais emoção’

Europeus com chance de fazer história

Com a possibilidade de repetir o feito do croata Mirko Jozić, em 1991 com o Colo-Colo, o Mister pode se tornar o segundo treinador europeu a vencer a Libertadores, e também ser o primeiro português. Outro jogador do velho continente no elenco rubro-negro é o zagueiro espanhol Pablo Marí. Ele tem a chance de se igualar ao tcheco Christian Rudzky e ao italiano Dante Mircoli, campeões com Estudiantes (1969 e 70) e Independiente (1972), respectivamente.


E tendo a chance de fazer história que os flamenguistas buscam o título continental depois de 38 anos. Mas pela frente há o atual "papa-título" da América do Sul, que luta por mais uma glória latina. E a bola rola a partir das 17h (de Brasília), na capital peruana.

Confira mais da cobertura especial da VAVEL Brasil:

Flamengo x River Plate: a competência de ambos nas finalizações


Flamengo x River Plate: conheça o Monumental de Lima, palco da final 2019


Flamengo x River Plate: volante, Enzo Pérez é o "rei dos passes" e peça-chave de Gallardo


Flamengo x River Plate: o que você precisa saber sobre a final da Libertadores


Flamengo x River Plate: reveja todos os gols dos finalistas na Libertadores 2019

VAVEL Logo