Em busca da segunda colocação, Santos recebe o Flamengo com casa cheia na Vila Belmiro
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Brasileirão está chegando ao fim e a última rodada nos reserva um jogão de bola: De um lado, o campeão do Brasileiro e da Libertadores, um time ofensivo e insinuante, o Flamengo; Do outro, um time também com um futebol vistoso e atual vice-líder, o Santos. A bola rola neste domingo (7), às 16h (de Brasília), com casa cheia na Vila Belmiro.

Se por um lado o Flamengo já é o campeão, com 90 pontos conquistados — recorde da competição, por outro, o Santos busca terminar o campeonato na segunda colocação para faturar a bolada de mais de 31 milhões e começar o ano de 2020 com o pé direito.

O Rubro-negro Carioca

Durante a passagem do Mister pelo Mais Querido, todos os treinamentos foram fechados para a imprensa; para esta última rodada não foi diferente. O Flamengo proibiu a entrada das equipes e o time permanece uma incógnita.

Há a possibilidade dos retornos de Pablo Marí e Bruno Henrique. O primeiro resolveu problemas de visto e trabalho, foi relacionado na última partida, diante do Avaí, mas não atuou. Bruno Henrique também foi relacionado após se recuperar de dores na coxa, mas não ficou nem no banco de reservas, a exemplo do zagueiro espanhol. A expectativa é de que ambos estejam em campo, até para ganhar ritmo de jogo pensando no Mundial de Clubes.

Esta será a última partida antes do embarque para o Catar, portanto, para chegar com ritmo de jogo, é esperado que Jorge Jesus utilize força máxima diante do Alvinegro Praiano, o time que deve ir a campo tem: Diego Alves; Rodinei, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson e De Arrascaeta; Everton Ribeiro (Diego), Bruno Henrique (Reinier) e Gabigol. Rafinha não viajou com o elenco, com isso, Rodinei deve ser titular.

O Alvinegro praiano

O Santos, por sua vez, busca a melhor classificação possível em 2019. A diferença entre terminar o campeonato na segunda colocação e na terceira pesa em 1 milhão e 600 mil no bolso do melhor colocado — o vice recebe R$ 31,3 milhões, enquanto o terceiro recebe cerca de R$ 29,7 milhões.

Além da despedida da torcida, o Santos pode conviver com outras saídas para 2020. O técnico Jorge Sampaoli, nome importantíssimo para a campanha deste ano, é um dos nomes cogitados para sair e pode reforçar o maior rival, o Palmeiras. Por enquanto, nada está acertado entre o treinador argentino e o Alviverde, mas nos bastidores a situação parece encaminhada.

Em inúmeras entrevistas, Sampaoli deixou claro o descontentamento com a atual diretoria alvinegra, e a relação com o presidente Pérez não é das melhores. O técnico, que tem contrato até o fim de 2020, no entanto, vai comandar a equipe diante do Flamengo e só depois disso definirá seu futuro.

O time da vila terá o apoio da sua torcida, que esgotou os ingressos para esse último duelo, mas não contará com Felipe Jonatan, Luan Peres, suspensos; Pará — questão contratual — e há dúvida sobre o goleiro Everson, com problemas físicos. Com isso, o time provável do Santos é: ​Everson (Vanderlei); Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca (Evandro); Marinho, Eduardo Sasha e Soteldo.

Sabor especial

Carlos Sánchez em atuação pelo Santos. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em entrevista coletiva, um dos destaques do Santos na competição, Carlos Sánchez falou sobre a expectativa para enfrentar o Flamengo e disse ter um sabor especial:

“Tem sabor especial de enfrentar o campeão. Temos que pensar sempre em ganhar, eles sendo os campeões ou não. O Santos é caracterizado por ganhar em qualquer lugar. A nossa ideia fixa é ganhar sem pensar no adversário. Obviamente há o sabor especial por ser um jogo contra o campeão da Libertadores e Brasileiro, mas temos a mesma motivação de sair para ganhar”.

O meia uruguaio também comentou sobre a permanência de Sampaoli para a próxima temporada:

“Ele (Sampaoli) não falou nada com a gente, nem se despediu. É como ele fala, acabando o campeonato vai pensar no que fazer. Nós não temos que nos preocupar tanto com o futuro dele. Não podemos falar se fica. É decisão dele. Temos o campeão pela frente, em grande momento. Nossa preocupação tem que ser em terminar ano bem na nossa casa”.

O Santos recebe o Flamengo na Vila Belmiro neste domingo (8), com casa cheia, tendo pouco mais de 11 mil ingressos vendidos. A bola rola às 16h (de Brasília) e você acompanha tudo aqui pela VAVEL Brasil.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo