Em seu retorno ao CSA, atacante Victor Paraíba mira êxito na temporada
Foto: Augusto Oliveira/RCortez/CSA

Por ser um treinador jovem, com apenas 38 anos de idade, o técnico do CSA, Maurício Barbieri, tem facilidade em trabalhar com jogadores mais novos. O início de seu trabalho no clube é uma prova devido às declarações dadas por alguns integrantes do elenco. O atacante Victor Paraíba retornou ao clube marujo após passar o último quadrimestre de 2019 no Atlético-GO. No Dragão, conquistou o segundo acesso à Série A consecutivo – o primeiro foi com o próprio Azulão do Mutange em 2018. Em entrevista concedida à imprensa, o atleta citou pontos positivos de Barbieri e sobre seus primeiros trabalhos em sua volta a Alagoas.

“Barbieri me adiantou um pouco. Manda ficar mais perto do zagueiro, porque temos meias bastante qualificados, a bola pode chegar ali e eu já fico mais perto do gol. Quando jogava na base do Sport, fiz essa posição várias vezes, que é um falso nove. Estou me adaptando bem. Ele conversa bastante com a gente. Na hora que ele quer pedir alguma coisa, fala nossa linguagem, o que dá uma certa comodidade por nós entendermos mais o que ele quer. Parece que a gente já está junto há bastante tempo, porque estamos entrosados e brincando. A concentração que estamos tendo ajuda muito no entrosamento e as coisas saem naturalmente”, afirmou.

Com a camisa azulina, Victor Paraíba conquistou um Campeonato Alagoano Sub-20, o bicampeonato alagoano no time principal, além do acesso à elite em 2018. O jogador também comentou sobre sua breve experiência no Atlético-GO durante a Série B do ano passado e afirmou estar mais amadurecido, com maior prontidão e certeza de que pode ser muito útil com a camisa azulina nas pretensões da equipe para o ano de 2020.

“Foi uma experiência muito boa. Cheguei com receio porque não sabia como ia ser lá, mas todo mundo me recebeu de braços abertos. Minha cabeça mudou, espero contribuir ainda mais com o CSA esse ano. A gente tem como meta vencer os dois campeonatos: Copa do Nordeste e o Campeonato Alagoano. Também vamos trabalhar bastante para fazer uma boa Série B e voltar à Série A”, continuou.

No âmbito pessoal, o meia afirmou que o objetivo é novamente ser uma peça importante para a equipe estar nas primeiras posições em todos os certames a serem disputados, a fim de projetar o melhor ano de sua carreira.

“Estou vivendo uma expectativa grande para esta temporada. Espero que esse ano seja especial para o clube dentro e fora de campo, com títulos e grandes conquistas. Vou me dedicar ao máximo para ajudar e para continuar fazendo a minha história com a camisa do clube. Essa é a minha meta. Vou lutar para fazer o melhor ano da minha carreira. Estou focado nisso. Vou trabalhar forte desde o início da temporada para que 2020 seja de muitas conquistas", concluiu.

O primeiro jogo oficial do CSA em 2020 será disputado na quarta-feira (22) contra o CEO, no Estádio Edson Matias, em Olho D’Água das Flores/AL, pela abertura do Campeonato Alagoano. Além da competição que o time busca o 40º título de sua história, o Azulão vai disputar a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série B ao longo do ano.

VAVEL Logo