Herói do empate contra Tombense, Marquinhos vê Atlético-MG abaixo e crê em evolução
Foto: Reprodução/Atlético-MG

Com etapas bastante diferentes, sendo a primeira bem abaixo do que pode e a segunda toda voltada para o ataque, o Atlético-MG empatou contra a Tombense na frente de seus torcedores. Autor do gol atleticano e uma das peças que mais se entregou em campo, Marquinhos disse onde o time alvinegro errou para não sair com a vitória:

“Acho que a única chance que eles tiveram foi de uma bola parada. Tentamos lutar, colocar algumas coisas que o mister pediu; conseguimos o empate após levarmos um gol, infelizmente, mas agora é continuar trabalhando”.

Rabello, que saiu de campo com cara de “poucos amigos”, foi outro a comentar sobre o controle que o time de Belo Horizonte teve na partida:

“Controlamos o jogo. Claro, porque estávamos indo muito para frente, eles aproveitaram o contra-ataque, embora a gente estivesse bem encaixado. Infelizmente não foi o resultado que queríamos, já que gostaríamos da vitória, mas valeu pelo empate e o empenho da galera, que queria vencer o jogo”.

Mesmo sendo a quarta partida oficial da equipe atleticana neste ano, o time claramente ainda vem acostumando-se com as novas peças no elenco. Sobre isso, Igor afirmou:

“É claro que a equipe que jogou hoje não estava acostumada a jogar, não tem aquele entrosamento de todas as partidas, mas está junta sempre treinando, todos os dias, então isso não é desculpa e agora vamos trabalhar e pensar na Sul Americana.”

A respeito do gol marcado e do “fogo na partida” colocado após o empate contra a equipe de Tombos, Marquinhos voltou a dizer:

“Sim, acertei uma bela batida no gol, estou muito feliz por ele mas triste pelo resultado; agora é continuar trabalhando, já que temos um jogo muito importante na Argentina e o Dudamel vai passar as orientações para a gente nessa semana”.

Mesmo após marcar o único gol atleticano, o atacante Marquinhos seguiu cabisbaixo ao falar sobre a partida:

“É importante, mas estou muito triste pelo resultado, já que trabalhamos durante a semana para os resultados saírem, mas é erguermos a cabeça porque ainda é início de ano e já no próximo jogo temos uma partida muito importante. [...] Início de temporada é assim, o cansaço vem; nos jogos seguintes você vai pegando o ritmo de jogo”, completou o jogador.

VAVEL Logo