Organizada do Sport ataca torcedores do Santa Cruz que celebravam aniversário tricolor
Foto: Reprodução

Uma confusão generalizada interrompeu a festa de aniversário do Santa Cruz, que ocorria no bairro do Centro, em Recife, na noite desta segunda-feira (3). A Polícia Militar foi acionada para deter o tumulto e, de acordo com as informações divulgadas pela instituição, duas pessoas foram presas.

Tudo aconteceu no Pátio de Santa Cruz, onde torcedores tricolores celebravam os 106 anos de fundação da equipe coral. Segundo testemunhas, enquanto a festa acontecia, um grupo de homens avançou sobre as pessoas que estavam presentes no local.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra como se deu a ação dos homens. Antes de atacar os torcedores do Santa Cruz, o grupo ecoou o grito da guerra da Torcida Jovem do Sport, principal organizada do time rubro-negro.

Organizadas negam envolvimento

Após o compartilhamento das cenas de pancadaria, a Torcida Jovem do Sport utilizou as redes sociais para se defender da acusação de envolvimento no episódio. De acordo com a publicação, a entidade afirma que repudia todo e qualquer ato de violência.

A Inferno Coral, principal organizada do Santa Cruz, também se pronunciou através de uma nota publicada nas redes sociais. Possível alvo da ação do grupo, a uniformizada afirma que, no momento do tumulto, nenhum componente estava presente no local, além de repudiar o ato de violência.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NOTA DE REPÚDIO O G.R.T.O. INFERNO CORAL vem por meio desta, repudiar os atos de covardia cometidos contra a torcida do Santa Cruz nesta segunda (03) em um evento comemorativo aos 106 anos de fundação do Clube. Como tradição, centenas de torcedores tricolores deslocaram-se ao Pátio da igreja de Santa Cruz, no bairro da Boa Vista, Recife, para comemorar mais um aniversário do Mais Querido. Crianças, mulheres, idosos e torcedores comuns amantes do Santa Cruz foram atacados covardemente por indivíduos que com certeza entitulam-se "brabos", mas apenas contra quem não pode se defender. Atacaram o povão tricolor do jeito como os covardes agem, pelas costas. Ressaltamos que durante as cenas de violência, o G.R.T.O. Inferno Coral encontrava-se em deslocamento para o local, não estando presente durante toda a barbaridade. Repudiamos totalmente as cenas de hoje no Pátio da igreja de Santa Cruz. Centenas de torcedores atacados sem motivo algum, em um ambiente festivo e familiar, com presença de crianças, mulheres e idosos. Contamos com as autoridades para investigarem e punirem os responsáveis. União & Força ⚫⚪🔴

Uma publicação compartilhada por G.R.T.O INFERNO CORAL OFICIAL (@infernocoral_oficial) em

 
Clubes também se pronunciam

Santa Cruz e Sport também utilizaram suas redes sociais para emitir notas de repúdio às cenas de violência. Ambos os clubes afirmam que o episódio não materializa a rivalidade entre Cobra Coral e Leão, que protagonizam um dos maiores clássicos dos Nordeste.

Confira as notas:

"Era o momento da nossa torcida, no aniversário do clube, no pátio, local onde tudo começou. Repudiamos o ato de violência e covardia que ocorreu e exigimos das autoridades punição aos responsáveis das agressões contra famílias, crianças e todos que estavam em uma celebração. ISSO NÃO É FUTEBOL".

"O Sport Club do Recife repudia completamente todo e qualquer ato de violência, principalmente o que foi visto na comemoração de aniversário do Santa Cruz, no Centro do Recife, nesta segunda-feira (03). O clube se solidariza com todos os torcedores tricolores e vai procurar as autoridades do estado e o Ministério Público no intuito de averiguar todos os procedimentos para o banimento dos participantes do ocorrido no estádio e em qualquer dependência do clube".

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo