Clássico Ba-Vi na Copa do Nordeste, por determinação do MP-BA, terá torcida única
Felipe Oliveira/EC Bahia

A cidade de Salvador vai ficar bem agitada no final de semana, isso porque os dois clubes baianos entraram em campo pela Copa do Nordeste. Trazendo um ar de rivalidade intensa para o maior clássico do estado que por determinação do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) será de torcida única.

Em nota emitida na última sexta-feira (31), o órgão recomendou que o acesso seja apenas de torcedores do time mandante, ou seja, do Esquadrão de Aço. Reiterando que, em caso de descumprimento, os clubes, a CBF, a FBF e os dirigentes, serão responsabilizados por qualquer caso de violência que acontecer no “perímetro de segurança externo definido pelos órgãos de segurança pública”.

"O Ministério Público estadual recomendou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e à Federação Bahiana de Futebol (FBF) que, durante os jogos do BaVi, permitam o acesso ao estádio apenas de torcedores do clube mandante da partida, a chamada torcida única, restringindo a entrada dos torcedores visitantes".

Desde 2017 o MP-BA recomendou a torcida única no Clássico Ba-Vi, desde então as recomendações do anos referentes a 2017, 2018 e 2019 foram aceitas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Lembrando que a recomendação foi instituída em 2017, porque nesse ano aconteceram cinco Ba-Vi's no primeiro semestre do ano e quatro deles de forma consecutiva, sendo semifinais da Copa do Nordeste e a final do Campeonato Baiano.

O primeiro dos Clássicos aconteceu no dia 9 de abril de 2017 e era tido como o "clássico da paz", que marcava o retorno da torcida mista. No entanto, do lado de fora do estádio o cenário não foi de paz e sim de briga generalizada entre as torcidas. Desde então, os portões seguem fechados para as duas torcidas.

VAVEL Logo