Diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri, avalia atual elenco e primeiros jogos do time
Felipe Oliveira/EC Bahia

Em entrevista concedida ao site baiano 'Bahia Notícias', o diretor de futebol avaliou como vem o elenco Tricolor para a temporada 2020. Ressaltou a permanência do técnico Roger Machado e a alternância entre os times profissional e o de transição. Lembrando que isso acontece porque o Esquadrão de Aço participa de outras competições como Copa do Nordeste e a Sul-Americana, além do Baianão.

"Acho que chega mais encorpado. Mantivemos o treinador que eu acho importante... Uma parte grande do grupo já domina os conceitos do Roger e isso facilita. Com jeito de jogar, fica mais fácil ir montando o elenco de acordo com as características que o treinador gostaria de ter. Normalmente vamos precisar de ajustes durante o ano, mas sempre digo que trabalhamos com elenco curto porque nossa receita é difícil de competir com os times de cima."

"O torcedor fica chateado, mas é verdade. Tem que reclamar com o sistema. Se eu tenho uma receita X, vou dividir por menos atletas porque vou ter atletas de qualidade. Temos um time B que pode vir a completar o time A do Roger. Posso trabalhar com um elenco reduzido, com todos os atletas brigando por posição. Você quase não vê um jogador que não é relacionado. É bom para gerir o grupo e você concentra dinheiro em menos jogadores. Aí você tem a chance de trazer jogadores do time B que podem ter oportunidades".

Diego Cerri aproveitou a oportunidade para avaliar os três jogos realizados pelo Esquadrão de Aço, destacando a criatividade e o entrosamento do elenco.

"Tô gostando do trabalho. Como a pré-temporada é sempre curta, não estamos no ideal ainda. Tenho gostado que a equipe tem criados oportunidades. Não temos jogos de elite ainda, mas a criatividade está bacana dentro do campo. Os jogadores estão se conhecendo e entrosando. Vai chegar o momento que estaremos no ápice físico e técnico, aí vamos ver um crescimento. O nível vai aumentando e é aí que vamos avaliar uma série de coisas, dentre elas os ajustes que o elenco sofre durante a temporada. A gente falou da contratação direta de jogadores, mas houve situações difíceis que sofremos internamente".

O Bahia encara o arquirrival Vitória no próximo sábado (08), às 18h, na Arena Fonte Nova, em Salvador. A partida é válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste.

VAVEL Logo