Apesar da derrota, Dudamel acredita na virada do Atlético-MG: “Não nos daremos por vencidos”
Foto: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético

O técnico Rafael Dudamel concedeu entrevista após a derrota do Atlético-MG por 3 a 0 para o Unión Santa Fé, na última quinta-feira (06). A partida foi válida pela ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. Segundo o comandante, a derrota fará com que a qualidade individual e a coletiva se transforme em mais caráter e ambição.

“Não fui surpreendido pelo Unión e seu modo de jogar. Estou seguro que isso (a derrota) irá nos ferir no orgulho e nos fará despertar para que a qualidade individual e coletiva se transforme em mais caráter e ambição​​​​​. A gente deve seguir fortalecendo nossa equipe com mais caráter, caráter de equipe ganhadora. Sei onde estou e sei do trabalho que tenho adiante. Não será fácil a volta, mas não nos daremos por vencidos” disse o treinador.

Com menos de um mês do treinador no cargo, completados nesta sexta-feira (07), o comandante foi perguntado se a pressão aumenta. No entanto, Dudamel garantiu que não trabalha com insegurança e reconheceu que no Brasil uma derrota pode afetar bastante, pois podem ocasionar demissões. Mas afirmou que sabe de suas qualidades e do elenco.

No Brasil, na Argentina, em todas as partes do mundo, os resultados são os inimigos do treinador. Isso é normal. Tenho cinco partidas no Atlético, duas vitórias, dois empates e uma dura derrota na primeira saída internacional. Mas minhas convicções não me permitem trabalhar diante da sombra da inseguridade. Sei onde estou, sei dos jogadores que eu tenho, mas é preciso que haja consciência de todos”, encerrou.

A partida de volta será dia 20 de fevereiro, no Independência, às 21h30 (de Brasília). Antes, o Galo volta suas atenções para o Campeonato Mineiro. No próximo domingo (09), o Atlético-MG enfrenta o URT, no estádio Zama Maciel. A partida será às 18h.

VAVEL Logo