Um para cada lado: CRB e CSA empatam no primeiro Clássico das Multidões de 2020
Foto: Gustavo Henriquqe/CRB

O primeiro Clássico das Multidões de 2020 disputado entre CRB e CSA não foi um jogo vistoso, mas serviu para expor como estão os dois maiores times de Alagoas neste início de temporada. Na noite deste domingo (9), as equipes se enfrentaram no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Uma partida tensa, de estratégia. Ao fim das contas, tudo igual. Empate em 1 a 1. Richard Franco marcou ao Azulão do Mutange, enquanto Rafael Longuine assinalou o tento do Galo. Destaque também ao goleiro Thiago Rodrigues. Em sua estreia, o arqueiro foi fundamental para evitar mais uma derrota azulina.

Faltou futebol durante a metade inicial do primeiro tempo. O CSA entrou em campo com três volantes e nenhum meia, o que deu a entender que o time foi escalado com o objetivo de não perder o jogo. O CRB encontrava mais dificuldades em finalizar pela congestão no setor defensivo. A primeira chance veio na bola parada quando Rafinha cobrou falta quase frontal bem próximo à área, mas o chute foi desviado e acertou o lado de fora da rede. Depois, a outra finalização perigosa ocorreu aos 27 minutos e fez a festa da torcida azulina. Geovane recuperou bola no meio de campo e acionou Yago. No lado esquerdo, volante inverteu para Richard Franco na área. O paraguaio dominou a bola no peito e finalizou na saída de Edson Mardden para deixar o Azulão em vantagem. A partir desse instante, o panorama do jogo foi modificado. Atrás no marcador, o Regatas foi ao ataque e deixou espaço ao time marujo contra-atacar, mas faltou eficiência.

No segundo tempo, ficaram evidentes as falhas no ataque e na defesa do CRB, o condicionamento físico dos atletas azulinos muito abaixo, a pressão alvirrubra e a estreia espetacular de Thiago Rodrigues na meta azul. A primeira boa chance da segunda etapa ocorreu com o CSA, quando Richard Franco deixou Diego Maurício na cara do gol, mas o atacante errou o alvo por muito pouco. Mas o Galo imperou no ataque. Aos nove minutos, Léo Gamalho desperdiçou claríssima chance na pequena área ao cabecear para fora o cruzamento feito na medida por Erik. A resposta do Azulão do Mutange também foi numa excelente oportunidade, quando Diego Maurício passou pela zaga rival e cruzou para Yago, que chutou muito fraco.

Foto: Morgana Oliveira/CSA
Foto: Morgana Oliveira/CSA

Na metade do segundo tempo ficou ainda mais nítido que o preparo físico dos atletas do CSA precisa melhorar bastante. O time cansou muito cedo e facilitou a pressão do Galo, que tentou várias vezes, mas foi impedido pelo goleiro Thiago Rodrigues, estreante da noite. Aos 15 minutos, Erik aproveitou espaço cedido por Diego Renan e chutou forte para a excelente defesa do arqueiro. Aos 30, foi a vez de outra defesa importante, quando o próprio Erik cobrou falta, Ewerton Páscoa desviou e Rafael Longuine chutou forte no meio do gol. Mas o empate vermelho veio aos 34 minutos. Cruzamento feito por Lucas Mendes na direita, falha primária de Luciano Castán e Rafael Longuine ficou livre para tocar na saída de Thiago Rodrigues. A situação ficou ainda mais fácil quando o zagueiro Alan Costa foi expulso e deixou o CSA com um a menos. Léo Gamalho teve mais duas oportunidades e o paredão azulino evitou a vitória alvirrubra.

O empate não foi bom para as duas equipes porque ambas estão fora da zona de classificação às quartas de final. O Galo está na quinta posição do Grupo A, enquanto o Azulão está na penúltima posição do Grupo B. Na próxima rodada do Nordestão, os regatianos enfrentam o América-RN na Arena das Dunas, em Natal/RN, enquanto os azulinos encaram o Botafogo-PB no Estádio Rei Pelé, ambos às 18 horas do próximo domingo (16). Porém, os dois clubes têm desafios no meio da semana pelo Campeonato Alagoano, em jogos a serem disputados às 20 horas no Trapichão. O CRB tem clássico contra o ASA na quarta-feira (12) e o CSA mede forças diante do CSE na quinta-feira (13).

Foto: Gustavo Henrique/CRB
Foto: Gustavo Henrique/CRB

Ficha técnica CRB 1-1 CSA

Estádio Rei Pelé, o Trapichão, em Maceió/AL – Copa do Nordeste 2020, rodada #3

CRB – Edson Mardden; Lucas Mendes, Thalisson Kelven, Ewerton Páscoa e Igor Cariús; Claudinei (Washington, min. 73), Carlos Jatobá e Rafael Longuine; Maurinho (Luidy, min. 71), Léo Gamalho e Erik (João Carlos, min. 86). Técnico: Marcelo Cabo.

CSA – Thiago Rodrigues, Diego Renan, Alan Costa, Luciano Castán e Rafinha; Yago (Jean Cléber, min. 69), Geovane (Gustavo Hebling, min. 76) e Richard Franco (Bruno José, min. 81); Allano, Diego Maurício e Rodrigo Pimpão. Técnico: Maurício Barbieri.

Gols – Richard Franco (CSA, min. 27), Rafael Longuine (CRB, min. 79)

Arbitragem – Caio Max Augusto Vieira (CBF/RN), auxiliado por Flávio Gomes Barroca (CBF/RN) e por Francisco de Assis da Hora (CBF/RN), com Francisco Carlos do Nascimento (CBF/AL) como quarto árbitro.

Cartões amarelos – Edson Mardden (CRB, min. 14), Marcelo Cabo (CRB, min. 17), Maurício Barbieri (CSA, min. 17), Alan Costa (CSA, min. 32 e min. 83), Thalisson Kelven (CRB, min. 64), Thiago Rodrigues (CSA, min. 67), Geovane (CSA, min. 74)

Cartão vermelho – Alan Costa (CSA, min. 83)

VAVEL Logo