Confusão no fim, gol anulado e eliminação: contra Brusque, Sport dá adeus à Copa do Brasil
Foto: Divulgação/Brusque

Um jogo em que a perfeição era necessária ao Brusque. O atual campeão da Série D estreou na Copa do Brasil 2020 contra o Sport, de volta à Série A e vencedor da competição em 2008. O time catarinense não tinha outra opção, a vitória era fundamental e o único resultado possível para vencer um adversário tradicional. E tudo foi perfeito ao lado quadricolor. Em jogo disputado na noite desta quarta-feira (12), no Estádio Augusto Bauer, em Brusque/SC, o time da casa conseguiu uma vitória histórica. Eficiente na bola aérea, a equipe de Santa Catarina venceu por 2 a 1, com gols marcados por Edu e Ianson, enquanto Leandro Barcia descontou aos pernambucanos.

A primeira finalização na direção do gol foi do Sport, quando Leandro Barcia recebeu de Lucas Mugni e chutou nas mãos de Zé Carlos. O Brusque respondeu com Rodolfo Potiguar, mas mandou por cima da meta. O time pernambucano teve outra excelente chance com Marquinhos. O meia dominou, tirou da marcação, ficou de frente a Zé Carlos, mas errou o alvo. O lance desperdiçado custou muito caro. Aos 23 minutos, Ayrton cruzou na área e Edu cabeceou para abrir o placar ao Brusque. Com a marcação muito bem encaixada dos dois lados, as finalizações eram poucas, mas sempre perigosas. Aos 35, a bola parada favoreceu os visitantes. Raul Prata cobrou falta e acertou o travessão. No rebote, Leandro Barcia chutou ao gol vazio para empatar o jogo.

Edu, artilheiro do Brusque em 2020 | Foto: Divulgação/Brusque
Edu, artilheiro do Brusque em 2020 | Foto: Divulgação/Brusque

No segundo tempo, as equipes não mudaram. O Leão da Ilha voltou mais tranquilo, uma vez que o empate garantia a classificação em um ambiente nada favorável, com estádio lotado e pressão enorme das arquibancadas. Por outro lado, o Bruscão repetia o jogo da etapa inicial, mas com o agravante do condicionamento físico mais limitado e esgotado mais cedo que o oponente. As modificações feitas pelo técnico Jerson Testoni tinham como efeito agilizar a transição entre defesa e ataque quando aparecesse um contragolpe, ciente de que precisava encaixar um bom lance de perigo sem deixar a retaguarda com espaços. A primeira finalização perigosa dos donos da casa ocorreu aos 28 minutos, quando Dandan partiu do meio de campo, passou facilmente pela marcação e chutou da meia-lua, com dificuldades para Luan Polli.

Aos 36, depois do jogo ficar parado por dois minutos para atendimento ao árbitro, que sentiu dores na panturrilha, mas permaneceu em campo, veio o lance que definiria o resultado. Cobrança de escanteio da esquerda e Ianson subiu com liberdade para cabecear forte, à direita de Luan Polli e recolocar o Brusque na frente do placar. O que se viu depois do segundo tento foi o Sport de todas as formas no ataque, mas sem profundidade para atacar devido à forte marcação catarinense.

Até que aos 49 minutos, Raul Prata cobrou falta no lado esquerdo do campo ofensivo, o goleiro Zé Carlos tinha a posse da bola, mas foi atrapalhado pelo atacante Elton, que ainda empurrou a bola para o gol com o braço. A princípio, o gol foi validado pelo árbitro principal, os jogadores do Brusque reclamaram bastante, a polícia precisou entrar em campo para permitir a conversa dos árbitros e, após a conversa com a assistente 2, o árbitro anulou o gol. Foram seis minutos de paralisação quando tinham dado cinco de acréscimo. O confronto terminou aos 57 minutos, com festa intensa dos torcedores do Brusque.

Ianson comemora o gol da classificação do Brusque | Foto: Divulgação/Brusque
Ianson comemora o gol da classificação do Brusque | Foto: Divulgação/Brusque

Com a classificação, o clube catarinense recebe mais R$ 650 mil de premiação por disputar a segunda fase da Copa do Brasil. O adversário será o Clube do Remo, em data ainda a ser definida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). As equipes voltam a entrar em campo no próximo fim de semana. O Sport vai enfrentar o Náutico no Clássico dos Clássicos válido pela quarta rodada da Copa do Nordeste no Estádio dos Aflitos, no Recife/PE, às 18 horas do sábado (15). Por sua vez, o Brusque volta a jogar no Estádio Augusto Bauer às 18h30 do domingo (16), quando encara o Juventus pela sexta rodada do Campeonato Catarinense.

VAVEL Logo