Fluminense dá vexame e se despede precocemente da Copa Sul-Americana 
Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F.C.

Diante de uma atuação abaixo do esperado pelo torcedor, o Fluminense dá adeus ao principal torneio da temporada, a Copa Sul-americana. Depois de um empate por 1 a 1 no Maracanã, a equipe de Odair Hellmann foi ao Chile com a missão de vencer a modesta equipe do Unión La Calera, mas não passaram da retranca desenhada pelo treinador Vojvoda.

Apesar do favoritismo para o confronto da chave, o Fluminense largou em desvantagem após o empate por 1 a 1, no Maracanã, no início de fevereiro. Precisando da vitória, o único empate que era prejudicial ao Tricolor, foi o resultado da partida: 0 a 0.

Dos poucos destaques da partida, Marcos Paulo e Caio Paulista sobressaíram por serem responsáveis nas armações das principais investidas ofensivas, pois o meia Nenê, que jogou com a camisa número 24, fez uma aparição bem mais discreta das exibições no estadual. Abusando das bolas aéreas, o time de Hellmann pecou na criatividade, e o torcedor saiu na bronca pelas alterações que pouco deram resultado.

Uma das maiores críticas nas redes sociais foi a demora para mudança  de tática do time, e a grande revelação do clube no ano, Miguel, apenas ficou no banco de reservas, pois entraram durante a partida, Paulo Henrique Ganso, Matheus Alessandro e Michel Araújo.

Principal objetivo do clube ao início da temporada, o título da Sul-Americana que além de garantir vaga à Libertadores do ano seguinte, rende R$ 28,64 milhões ao campeão, deverá dar lugar à ambição pela Copa do Brasil. Em uma semana de duas eliminações, o Fluminense concentrará seu foco em outra eliminatória, onde viajará ao Maranhão enfrentar o Moto Club (26/2).

Após a eliminação, tricolores invadiram as redes sociais do clube e do atacante Fred, pedindo o retorno do centroavante. Livre no mercado, o retorno do ídolo está próximo de ser acertado, apesar de nenhuma confirmação oficial.

VAVEL Logo