Odair lamenta eliminação precoce na Sul-Americana e diz: "Merecíamos situação melhor"
Foto: AFP

O Fluminense viajou para o Chile precisando marcar pelo menos um gol para avançar na Sul-Americana. Depois de empatar por 1 a 1 com o Unión La Calera, no Maracanã, o Tricolor entrou em campo em desvantagem no gramado sintético dos chilenos, nesta terça-feira (18). Isso pelo fato da competição internacional ter o gol fora de casa como critério de desempate.

Mesmo sendo superior tecnicamente, o time de Odair Hellmann não conseguiu balançar a rede adversária e acabou sendo eliminado na primera fase depois de um novo empate, mas dessa vez por 0 a 0 no jogo de volta. Depois da partida, que definiu a eliminação precoce do Flu, Odair falou sobre o confronto como um todo.

"No confronto de 180 minutos, infelizmente não conseguimos a classificação. Mas acho que produzimos, tanto no Maracanã quanto aqui, um jogo melhor, mais situações de gol, mais chances criadas, mais posse de bola, mais número de passes… A situação do gol fora... Bola na rede que define. E não conseguimos fazer o gol fora de casa. Produzimos até para fazer. Tivemos poucas finalizações, é verdade."

"No segundo tempo tivemos total domínio. Ficamos o tempo todo com a bola. Mas na última parte do campo precisamos evoluir, vamos evoluir, temos que evoluir, para criar um maior número de oportunidades de gol, principalmente quando você joga contra uma equipe com uma defesa muito fechada, muito forte, e que usa essa bola longa para escapar do contra-ataque, que dificulta. Nesse momento, desclassificados, é complicado falar, mas merecíamos situação melhor pelos dois confrontos que tivemos. Mas o futebol não tem essa situação de justiça. Tem que botar a bola para dentro."

Odair também falou sobre as dificuldades de furar a retranca adversária e que o placar na ida foi determinante para essa postura.

"Precisamos melhorar ao enfrentarmos adversários que baixam a linha de marcação. Precisamos ter o domínio, ter a posse, mas precisamos ser mais contundentes, mais definidores, incomodar mais o goleiro adversário. Criamos três ou quatro situações perigosas, de chance de gol. Mas com esse volume de passe e posse, precisamos criar mais, para incomodar mais. Porque, senão o time adversário vai se sentindo confortável dentro do confronto e foi o que aconteceu. Eles não produziram nada o tempo inteiro, só uma bola longa aos 40 do 2º tempo. No Maracanã faltou nos impor, para que pudéssemos trazer um placar de vantagem para trazer o jogo para o desconforto deles. Foi o que não aconteceu."

Jogando num gramado sintético, diferente da grande maioria dos estádios do mundo, Odair não usou esse fato como desculpa: "Eles têm uma facilidade para jogar aqui, mas isso não é desculpa. O campo foi igual para os dois times lá no Maracanã, e igual para os dois times aqui."

Agora, restaram Copa do Brasil, Campeonato Carioca e Brasileirão para o ano tricolor.

VAVEL Logo